Total de visualizações de página

domingo, 11 de maio de 2014

Salão Baiano de Turismo divulga atrativos e gera R$ 70 milhões em negócios


Presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado
Durante três dias, o potencial turístico da Bahia foi mostrado para profissionais da área e público geral no 3º Salão Baiano de Turismo, realizado de quinta-feira (8) até este sábado (10), no Centro de Convenções, em Salvador. Com a presença das 13 zonas turísticas do estado, estandes de 87 municípios e de segmentos e produtos culturais e turísticos locais, o Salão cumpre sua função institucional como maior evento de promoção do Estado.
Mais de 12 mil pessoas visitaram o 3º Salão. Os parceiros do trade estimam em R$ 70 milhões os negócios gerados durante o Fórum Internacional de Turismo, Hotelaria e Gastronomia, a Expo Hotel ABIH – Ba, Expo Alimentos & Bebidas ABRASEL-BA e a Feira de Turismo da ABAV-BA. “Mas o volume de negócios pode chegar até R$ 300 milhões, no decorrer do ano, a partir dos contatos feitos durante os eventos realizados junto ao Salão”, informou a setur-Bahia.
”.
Para Diogo Medrado, presidente da Bahiatursa, o salão foi “uma síntese muito bem construída do que é a Bahia turisticamente. Os espaços gastronômicos, apresentações de manifestações culturais, oferta de pacotes turísticos com descontos, os festivais, as festas populares, o turismo LGBT, a Stock Car, o turismo étnico, deram um resultado muito bom. E a população compareceu e participou. Os 87 municípios e as 13 zonas turísticas mostraram bem a riqueza do turismo do Estado. Se nós observarmos que a Bahia tem 154 destinos turísticos, concluímos, então, que a participação no Salão foi um sucesso", completou.
O evento reuniu operadores e agentes de viagem de todo o Brasil, jornalistas, prefeitos e representantes dos municípios turísticos baianos, além de grupos hoteleiros, empresas aéreas, agências de receptivo e o público em geral.
Um dos destaques do evento foi a rodada de negócios, realizada em parceria com o Sebrae, que reuniu 32 operadores de turismo - 23 nacionais e 9 baianos - com mais de 50 fornecedores baianos. A intenção é apresentar os atrativos e equipamentos turísticos da Bahia e gerar oportunidades para empresários baianos.
No Núcleo do Conhecimento, profissionais e estudantes tiveram acesso a palestras, como a Publicidade abusiva e enganosa, turismo de base comunitária e cooperativismo, além de cursos de atendimento ao cliente e planejamento financeiro.
O presidente da Embratur, Vicente Neto, participou do Núcleo, na sexta-feira (9), quando falou dos potenciais da Bahia para a América do Sul e das ações de promoção internacional. O secretário Pedro Galvão aproveitou a oportunidade e ‘fechou’ com Vicente o apoio para a promoção da Bahia na Lavagem de La Madeleine, na França, em setembro. O investimento será de R$ 300 mil.
“Queremos promover as nossas zonas turísticas na França, a fim de atrair mais franceses para visitar o estado”, completou o secretário. De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o país é responsável por 8,7% do fluxo de turistas internacionais que visitam a Bahia, o equivalente a 48,5 mil franceses.
A cultura baiana foi representada por 14 grupos culturais que encheram de arte e graça os três dias de programação do 3º Salão Baiano de Turismo. Passaram pelo Centro de Convenções a quadrilha junina Girassol do Iguape e grupos de samba de roda, representando a Baía de Todos-os-Santos; o grupo Reisado Samba de Raiz, da Chapada Diamantina; os romeiros de Bom Jesus da Lapa; os ícones do Cangaço, Lampião e Maria Bonita, que fizeram suas andanças pela região dos Lagos e Cânions do São Francisco.
Para divulgar o artesanato típico da Bahia, o Instituto Mauá convidou artesãos de Salvador, Arembepe, Lençóis, Entre Rios, Maragogipinho, Lauro de Freitas, Simões Filho, Paulo Afonso e Morro do Chapéu para o evento, o que gerou um volume de vendas de mais de R$ 16 mil. "É muito importante, não só culturalmente, mas como uma forma de escoar os produtos artesanais. Para nós, é mais que um espaço institucional. Aqui damos oportunidade a 18 artesãos de mostrarem seus trabalhos em estandes", disse Rose Aguiar, gerente de Promoção e Comercialização do Artesanato do Instituto Mauá.
Parceiros fazem ações paralelas ao Salão
Paralelamente à terceira edição do Salão Baiano de Turismo, realizado pela Secretaria do Turismo do Estado e Bahiatursa, aconteceram o Fórum Internacional de Turismo, Hotelaria e Gastronomia; a Expo Hotel ABIH – Ba; a Expo Alimentos & Bebidas ABRASEL-BA ;e a Feira de Turismo da ABAV-BA, que contou com um feirão de  pacotes oferecidos por 30 agências de viagem para o público final com descontos de até 30%.
A ABIH levou para o Centro de Convenções o Hotel Conceito, para mostrar ao público e empresários ideias de como projetar ambientes que aliam sustentabilidade e inovação no segmento de hotelaria.
Já a Abrasel repetiu o sucesso da Cozinha Show, com apresentações de chefes, que ensinaram ao público como preparar uma série de pratos – com degustação – inclusive da culinária baiana. As aulas não foram a única frente de atuação da Abrasel. Empresas de produtos e serviços participaram da Expo Alimentos & Bebidas, além de outros empreendimentos que divulgaram suas franquias.

Nenhum comentário: