Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de abril de 2014

22 de abril: Saudações calorosas aos valorosos Agentes de Viagens



Basta uma reflexão rápida para se notar a importância das datas no curso da humanidade, nas mais diversas culturas. E hoje, 22 de abril, é o dia consagrado à nossa atividade em todo o território brasileiro. Pode parecer emblemático, mas também é o dia do Descobrimento do Brasil – há exatos 514 anos. E para aportar em terras até então desconhecidas, o legendário Pedro Álvares Cabral foi, além de comandante dessa expedição, o primeiro agente de viagens a trazer um grupo de turistas europeus para o Brasil. Em termos de efeméride, não poderíamos estar em melhor companhia.
Digressões e curiosidades à parte, aportemos neste 22 de abril na realidade contemporânea da nossa atividade profissional de Agentes de Viagens. A despeito das agruras e das pedras que se interpõem em nosso caminho, o fato é que temos, sim, muito a comemorar. Fôssemos fracos, apáticos e desarticulados, não teríamos encontrado formas nem forças para avançar na direção de um autêntico renascimento da nossa atividade. A cada novo desafio não hesitamos em fazer valer nossa capacidade de arregimentar propósitos e acumular energia na direção dos nossos objetivos. Nesse contexto, cabe dizer em alto e bom som: o Sistema ABAV cresceu e evoluiu em todos os sentidos e, por esta razão, cumpre com méritos o papel que lhe cabe no agenciamento de viagens no contexto da indústria do turismo como um todo.
Estreitemos o foco para as instâncias decisórias de nosso País, em Brasília. A iminente aprovação do Projeto de Lei 5.120/2001, que reconhece a atividade das agências de viagens, constitui fato substantivo e representa conquista histórica de primeira grandeza. Uma vez sancionado pela presidente Dilma Rousseff, o PL 5.120/2001 passará a ter força de lei e vai inaugurar um terreno novo e promissor para as lutas associativas. Com o aguardado reconhecimento jurídico da atividade exercida pelas agências de viagens, todos seremos beneficiados. Estamos falando do resgate da dignidade de milhares de profissionais que atendem os mais variados segmentos e nichos de mercado.
No bojo desta conquista histórica, que merece um brinde uníssono neste 22 de abril, está a oportunidade de o Destino Brasil ganhar peso, atratividade e competitividade no cenário turístico mundial. Estamos por inaugurar um marco decisivo na consolidação do nosso modelo de desenvolvimento sustentável em turismo. Reconhecidos como profissionais indispensáveis para o Brasil se colocar no lugar que merece na vitrine internacional do turismo, os agentes de viagens se fortalecem como participantes de um processo e especialistas cada vez melhor instrumentalizados para oferecer serviços de qualidade aos viajantes.
O aumento crescente da demanda, impulsionada pela inclusão de milhões de potenciais turistas, amplia a base de consumo do setor. Tudo isso se dá às vésperas de o Brasil sediar o evento de maior repercussão midiática do planeta: a Copa do Mundo. Serão milhares de viajantes circulando de fora para dentro e de dentro para dentro do nosso imenso País, alimentando a expectativa de que os meios e os serviços venham a funcionar a contento e que efetivamente possamos obter um legado positivo posterior, essencial para o crescimento sustentável do nosso turismo receptivo e de seu consequente equilíbrio sócio econômico.
Para concluir, retomo o mote inicial do dia 22 de abril para me congratular com toda a comunidade luso-brasileira, seja para lembrar a efeméride do Descobrimento do Brasil, seja para evocar o papel essencial e intransferível do moderno agente de viagens brasileiro, que heroicamente supera obstáculos e se capacita para exercer com cada vez mais profissionalismo uma profissão sem dúvida extenuante, mas que nos deixa imensamente realizados ao viabilizarmos os sonhos e a felicidade de nossos clientes.
Parabéns e vida longa para os Agentes de Viagens!
*Antonio Azevedo é presidente da ABAV Nacional.

Nenhum comentário: