Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de março de 2014

Paixão de Cristo da Nova Jerusalém: fé e emoção na Semana Santa Uma história de fé, esperança e muita emoção contada por 50 atores e 500 figurantes em nove monumentais palcos–platéias com cenários grandiosos. Isto é a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que fará sua 47ª temporada na cidade-teatro localizada no distrito de Fazenda Nova, a 180 km do Recife (PE). Neste ano de 2014, as encenações terão início no sábado, 12 de abril, e se encerrarão no sábado seguinte, dia 19. Como ocorre todos os anos, o elenco da Paixão contará com a participação de destacados atores e atrizes da cena nacional, contracenando com o ator pernambucano José Barbosa que, pelo terceiro ano consecutivo, fará o papel de Jesus. Entre os artistas convidados estarão Carol Castro (a Sílvia, da novela Amor à Vida da TV Globo), que retorna ao elenco de Nova Jerusalém no papel da mãe de Jesus depois de ter interpretado Madalena na temporada passada. Outro que está retornando, é Oscar Magrini (Coronel Nunes, da novela Salve Jorge) que, em 2009, fez o personagem Pilatos e, agora, viverá o rei Herodes. Estarão estreando no espetáculo Fernanda Machado (a vilã Leila de Amor à Vida) e Carlos Machado (o Ignácio, de Amor à Vida). Também participará da peça a modelo Meyriele Abrantes, que fará o papel de Herodíades, mulher do Rei Herodes. A direção dos espetáculos é de Carlos Reis e Lúcio Lombardi. A coordenação geral é de Robinson Pacheco. Os ingressos já podem ser adquiros por meio do site oficial na internet (www.novajerusalem.com.br), nas lojas da CVC e da TAM Viagens espalhadas pelo País e, também, em shoppings e na Luck Viagens em Pernambuco. O preço varia de R$ 80,00 a R$ 120,00, com meia entrada para estudantes e público até 14 anos. As compras feitas pelo site podem ser parceladas em até 12 vezes nos cartões Visa, Hipercard e Redecard. Os turistas de qualquer parte do Brasil, que optarem por pacotes para o Recife ou para a paradisíaca praia de Porto de Galinhas (PE), poderão adquirir o passeio opcional oferecido pela Luck Viagens para assistir ao espetáculo, incluindo transporte de ida e volta em ônibus especial para turismo, guia turístico e parada na famosa feira de Caruaru para conhecer o artesanato regional e saborear uma deliciosa tapioca. No Recife, o ônibus sai do aeroporto e, em Porto de Galinhas, o turista tem acesso ao transporte nos hotéis e pousadas. O preço do transporte é de R$ 80,00 por pessoa. O público também pode se deslocar de automóvel até a Nova Jerusalém. A estrada que liga a capital pernambucana à cidade-teatro é duplicada em sua quase totalidade oferecendo conforto o segurança para os viajantes. Para os que buscam viver emoções mais fortes, a Pousada da Paixão, que está instalada dentro da Nova Jerusalém, oferece pacotes para os turistas que desejam não só assistir, mas também sonham em entrar em cena junto com os atores do espetáculo. São dois dias de hospedagem, nos quais os hóspedes assistem à peça no primeiro dia e, no segundo, atuam como figurantes juntamente com todo o elenco. Na temporada 2014, além dos cavalos adestrados da raça "Puro Sangue Lusitano", vindos de São Paulo, a cena do Fórum de Pilatos também terá a participação de um falcão adestrado. A ave estará no palco com o adestrador Alexandre José Percílio, proprietário do Parque dos Falcões em Areia Branca, Sergipe. Além disso, os figurinos do espetáculo, criados pelo estilista e cenógrafo, Victor Moreira, terão inúmeras peças renovadas sob a coordenação de Marina Pacheco. O espetáculo contará também com novos efeitos especiais. Este ano, a Sociedade Teatral de Fazenda Nova, entidade realizadora do espetáculo, dará seguimento ao seu Projeto de Internacionalização da Paixão de Cristo. Em 2013, foram disponibilizados equipamentos que permitiram ao turista estrangeiro acompanhar a peça teatral ouvindo o áudio em inglês. Nesta temporada, serão disponibilizadas versões em espanhol e em francês. A expectativa dos organizadores é de que a Paixão de Cristo atraia este ano um público superior ao de 75 mil expectadores registrado no ano passado. São pessoas de todas as idades vindas de 23 estados do Brasil e de vários países. Em seus 46 anos de história, a encenação já atraiu mais de três milhões e meio de pessoas. Com área correspondente a um terço da área murada da Jerusalém dos tempos de Jesus, a cidade teatro foi construída em meio à paisagem árida do Agreste nordestino semelhante a da Judéia. Ao longo de sua história, a Nova Jerusalém vem entusiasmando a todos que a visitam, os quais se sentem transportados no tempo e no espaço, até a antiga Jerusalém dos tempos da dominação romana, nos anos 30 d C. Em pouco mais de duas horas, o realismo que brota nas cenas, da fisionomia e dos trajes dos personagens, faz com que todos os que assistem ao espetáculo deixem de ser meros espectadores. Sob o céu estrelado do Agreste, na companhia de um luar de sonho, típico das noites sertanejas, o público inevitavelmente se confunde com os figurantes. As pessoas passam a ser coadjuvantes das cenas que se desenrolam nos palcos da famosa cidade-teatro. Cada um se sente como se fosse alguém do povo que um dia seguiu os passos de Jesus em terras da Palestina, há dois mil anos. Tudo isso faz da Paixão de Cristo da Nova Jerusalém uma oportunidade única de vivenciar a mais emocionante história da humanidade. NECESSIDADES ESPECIAIS A STFN oferece facilidades para os deficientes visuais e auditivos e com dificuldades de locomoção. Como já aconteceu nos anos anteriores, na apresentação destinada a portadoras de deficiências físicas ou com dificuldade de locomoção, que, este ano, será na segunda-feira, é oferecido serviço especial de áudio discrição (AD) que permite que deficientes visuais acompanhem a encenação por meio de um fone de ouvido no qual uma pessoa especializada em AD descreve a cena. No caso dos deficientes auditivos, tradutores descrevem o texto do espetáculo na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Esses serviços serão realizados numa parceria com a Superintendência Estadual de Apoio às Pessoas com Deficiências - SEAD. Para as pessoas com dificuldades de locomoção, são disponibilizadas 100 cadeiras de rodas com voluntários que conduzirão as pessoas que necessitem desse auxílio ao longo de todo o espetáculo, colocando-as em locais reservados nas plateias de cada cena. OS ARTISTAS FALAM SOBRE A EMOÇÃO DE PARTICIPAR DO ESPETÁCULO José Barbosa “Cada ano é diferente. A gente vai ficando mais maduro e vai tendo novas percepções que nos ajudam a fazer uma interpretação cada vez melhor. Mas é sempre um desafio interpretar um personagem tão marcante como Jesus em um espetáculo tão grandioso como o de Nova Jerusalém. É emoção de começo ao fim. Minha expectativa, todos os anos, é de que a Paixão de Cristo traga renovação para às pessoas. Que elas voltem diferentes, voltem melhores, meditando sobre a vida e os ensinamentos de Jesus”. Carol Castro “Fiquei muito surpresa quando recebi o convite para viver Maria. Estou muito feliz e honrada em interpretar essa mulher incrível. Vai ser bem intenso. Apesar de não ser mãe, vou me focar no sentimento de maternidade, no amor incomensurável e incondicional. Como já atuei no espetáculo no ano passado fazendo o papel de Madalena, já tenho bem a dimensão do que é o espetáculo e toda a carga de emoção de cada cena, vou me valer dessa experiência quando for gravar o áudio para a dublagem. Ano passado eu não tinha ideia. Minha expectativa em relação a esse ano será diferente nesse sentido”. Fernanda Machado “Fiquei muito feliz pela oportunidade de fazer parte do elenco da Paixão de Cristo. Tenho muitos amigos que já atuaram em Nova Jerusalém e sempre falaram que é bastante emocionante. Sempre tive a curiosidade de saber como é feito esse trabalho que envolve tantas pessoas. Nunca fiz nada parecido, por isso estou curiosa para saber como é interpretar para um grande público em uma cidade-teatro ao ar livre. Venho de uma família católica e sempre achei os personagens bíblicos muito interessantes”. Carlos Machado Já ouvi falar muito da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém e sei da grandiosidade do espetáculo. Por isso é um motivo de orgulho termos sido convidados para participar nesta temporada. Já tive oportunidade de participar de encenações bíblicas em outras ocasiões fazendo os papéis de Jesus e Pilatos, e, para mim, é sempre uma grande emoção. E agora, atuando no maior espetáculo de Paixão de Cristo do País, não será diferente. Será realmente uma grande honra. Oscar Magrini “Estou muito contente de estar retornando à Paixão de Cristo agora para fazer o papel de Herodes. Vai ser uma experiência muito interessante e um novo desafio. Para isso pretendo conhecer mais sobre o personagem e me preparar para que essa temporada seja tão marcante como a de 2009 quando fiz o papel de Pilatos. O espetáculo conta a história de Jesus de uma forma fantástica, por isso atrai pessoas de todo Brasil e também do exterior. Me sinto grato e honrado por ter sido convidado a participar mais uma vez desse evento.” Meyriele Abrantes “Estou muito feliz por ter sido convidada para participar da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. Esta será a primeira vez que irei trabalhar como atriz. Vou dar o melhor de mim em mais esse grande desafio que será interpretar Herodíades, mulher do rei Herodes, personagem que, em 2012 foi vivido por Ellen Roche”. Nova Jerusalém 47 anos de encenações. Paixão de Cristo, mais de 60 anos de história. O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, na verdade, teve sua origem nas encenações do Drama do Calvário, realizadas nas ruas da vila de Fazenda Nova, no período de 1951 a 1962, por iniciativa de Epaminondas Mendonça. Depois de ter lido em uma revista de variedades como os habitantes da cidade de Oberammergau, na Baviera alemã, encenavam a Paixão de Cristo, Mendonça teve a ideia de realizar um evento semelhante durante a Semana Santa a fim de atrair turistas e, assim, movimentar o comércio do lugar. Os primeiros espetáculos da pequena vila contavam com a participação apenas de familiares e amigos dos Mendonça. Com o passar dos anos, as encenações começaram a atrair atores e técnicos de teatro do Recife e a Paixão começou a ganhar fama e notoriedade em todo o estado. Fazenda Nova, vila do município do Brejo da Madre de Deus (onde aconteceram essas primeiras encenações) fica bem próxima ao local onde hoje se situa a cidade teatro de Nova Jerusalém. A ideia de construir um teatro que fosse como que uma pequena réplica da cidade de Jerusalém para que nela ocorressem as encenações da Paixão foi de Plínio Pacheco que chegou a Fazenda Nova em 1956. Mas o plano só veio a se concretizar em 1968, quando foi realizado o primeiro espetáculo na cidade-teatro de Nova Jerusalém. Desde então, já são 47 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, atraindo espectadores de todo o Brasil e do mundo. O maior teatro ao ar livre do mundo é uma cidade-teatro com 100 mil metros quadrados, o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. É cercada por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. No seu interior, nove palcos-plateias reproduzem cenários naturais, arruados e palácios além do Templo de Jerusalém, constituindo obras monumentais, concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo gênio do seu fundador Plínio Pacheco. Serviço: - Site: www.novajerusalem.com.br - Telefone para informações: (81) 3732.1129 - Pacotes para viajantes de outros estados: CVC (3003-9282) – TAM Viagens (11 3274 1313 / 0300 777 2000) - Excursões de ônibus do Recife ou Porto de Galinhas: Luck Viagens (081) 3366-6290 / 6291 - Hospedagem na Pousada da Paixão e participação no espetáculo como figurante


Uma história de fé, esperança e muita emoção contada por 50 atores e 500 figurantes em nove monumentais palcos–platéias com cenários grandiosos. Isto é a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que fará sua 47ª temporada na cidade-teatro localizada no distrito de Fazenda Nova, a 180 km do Recife (PE).  Neste ano de 2014, as encenações terão início no sábado, 12 de abril, e se encerrarão no sábado seguinte, dia 19.

Como ocorre todos os anos, o elenco da Paixão contará com a participação de destacados atores e atrizes da cena nacional, contracenando com o ator pernambucano José Barbosa que, pelo terceiro ano consecutivo, fará o papel de Jesus. Entre os artistas convidados estarão Carol Castro (a Sílvia, da novela Amor à Vida da TV Globo), que retorna ao elenco de Nova Jerusalém no papel da mãe de Jesus depois de ter interpretado Madalena na temporada passada. Outro que está retornando, é Oscar Magrini (Coronel Nunes, da novela Salve Jorge) que, em 2009, fez o personagem Pilatos e, agora, viverá o rei Herodes. Estarão estreando no espetáculo Fernanda Machado (a vilã Leila de Amor à Vida) e Carlos Machado (o Ignácio, de Amor à Vida). Também participará da peça a modelo Meyriele Abrantes, que fará o papel de Herodíades, mulher do Rei Herodes. A direção dos espetáculos é de Carlos Reis e Lúcio Lombardi. A coordenação geral é de Robinson Pacheco.

Os ingressos já podem ser adquiros por meio do site oficial na internet (www.novajerusalem.com.br), nas lojas da CVC e da TAM Viagens espalhadas pelo País e, também, em shoppings e na Luck Viagens em Pernambuco. O preço varia de R$ 80,00 a R$ 120,00, com meia entrada para estudantes e público até 14 anos. As compras feitas pelo site podem ser parceladas em até 12 vezes nos cartões Visa, Hipercard e Redecard.

Os turistas de qualquer parte do Brasil, que optarem por pacotes para o Recife ou para a paradisíaca praia de Porto de Galinhas (PE), poderão adquirir o passeio opcional oferecido pela Luck Viagens para assistir ao espetáculo, incluindo transporte de ida e volta em ônibus especial para turismo, guia turístico e parada na famosa feira de Caruaru para conhecer o artesanato regional e saborear uma deliciosa tapioca. No Recife, o ônibus sai do aeroporto e, em Porto de Galinhas, o turista tem acesso ao transporte nos hotéis e pousadas. O preço do transporte é de R$ 80,00 por pessoa. O público também pode se deslocar de automóvel até a Nova Jerusalém. A estrada que liga a capital pernambucana à cidade-teatro é duplicada em sua quase totalidade oferecendo conforto o segurança para os viajantes.

Para os que buscam viver emoções mais fortes, a Pousada da Paixão, que está instalada dentro da Nova Jerusalém, oferece pacotes para os turistas que desejam não só assistir, mas também sonham em entrar em cena junto com os atores do espetáculo. São dois dias de hospedagem, nos quais os hóspedes assistem à peça no primeiro dia e, no segundo, atuam como figurantes juntamente com todo o elenco.

Na temporada 2014, além dos cavalos adestrados da raça "Puro Sangue Lusitano", vindos de São Paulo, a cena do Fórum de Pilatos também terá a participação de um falcão adestrado. A ave estará no palco com o adestrador Alexandre José Percílio, proprietário do Parque dos Falcões em Areia Branca, Sergipe. Além disso, os figurinos do espetáculo, criados pelo estilista e cenógrafo, Victor Moreira, terão inúmeras peças renovadas sob a coordenação de Marina Pacheco. O espetáculo contará também com novos efeitos especiais.
            Este ano, a Sociedade Teatral de Fazenda Nova, entidade realizadora do espetáculo, dará seguimento ao seu Projeto de Internacionalização da Paixão de Cristo. Em 2013, foram disponibilizados equipamentos que permitiram ao turista estrangeiro acompanhar a peça teatral ouvindo o áudio em inglês. Nesta temporada, serão disponibilizadas versões em espanhol e em francês.
 A expectativa dos organizadores é de que a Paixão de Cristo atraia este ano um público superior ao de 75 mil expectadores registrado no ano passado. São pessoas de todas as idades vindas de 23 estados do Brasil e de vários países. Em seus 46 anos de história, a encenação já atraiu mais de três milhões e meio de pessoas.

Com área correspondente a um terço da área murada da Jerusalém dos tempos de Jesus, a cidade teatro foi construída em meio à paisagem árida do Agreste nordestino semelhante a da Judéia. Ao longo de sua história, a Nova Jerusalém vem entusiasmando a todos que a visitam, os quais se sentem transportados no tempo e no espaço, até a antiga Jerusalém dos tempos da dominação romana, nos anos 30 d C.

Em pouco mais de duas horas, o realismo que brota nas cenas, da fisionomia e dos trajes dos personagens, faz com que todos os que assistem ao espetáculo deixem de ser meros espectadores. Sob o céu estrelado do Agreste, na companhia de um luar de sonho, típico das noites sertanejas, o público inevitavelmente se confunde com os figurantes. As pessoas passam a ser coadjuvantes das cenas que se desenrolam nos palcos da famosa cidade-teatro. Cada um se sente como se fosse alguém do povo que um dia seguiu os passos de Jesus em terras da Palestina, há dois mil anos. Tudo isso faz da Paixão de Cristo da Nova Jerusalém uma oportunidade única de vivenciar a mais emocionante história da humanidade.


NECESSIDADES ESPECIAIS

A STFN oferece facilidades para os deficientes visuais e auditivos e com dificuldades de locomoção. Como já aconteceu nos anos anteriores, na apresentação destinada a portadoras de deficiências físicas ou com dificuldade de locomoção, que, este ano, será na segunda-feira, é oferecido serviço especial de áudio discrição (AD) que permite que deficientes visuais acompanhem a encenação por meio de um fone de ouvido no qual uma pessoa especializada em AD descreve a cena. No caso dos deficientes auditivos, tradutores descrevem o texto do espetáculo na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) Esses serviços serão realizados numa parceria com a Superintendência Estadual de Apoio às Pessoas com Deficiências - SEAD. Para as pessoas com dificuldades de locomoção, são disponibilizadas 100 cadeiras de rodas com voluntários que conduzirão as pessoas que necessitem desse auxílio ao longo de todo o espetáculo, colocando-as em locais reservados nas plateias de cada cena.


OS ARTISTAS FALAM SOBRE A EMOÇÃO
DE PARTICIPAR DO ESPETÁCULO

José Barbosa
“Cada ano é diferente. A gente vai ficando mais maduro e vai tendo novas percepções que nos ajudam a fazer uma interpretação cada vez melhor. Mas é sempre um desafio interpretar um personagem tão marcante como Jesus em um espetáculo tão grandioso como o de Nova Jerusalém. É emoção de começo ao fim. Minha expectativa, todos os anos, é de que a Paixão de Cristo traga renovação para às pessoas. Que elas voltem diferentes, voltem melhores, meditando sobre a vida e os ensinamentos de Jesus”.

Carol Castro
“Fiquei muito surpresa quando recebi o convite para viver Maria. Estou muito feliz e honrada em interpretar essa mulher incrível. Vai ser bem intenso. Apesar de não ser mãe, vou me focar no sentimento de maternidade, no amor incomensurável e incondicional. Como já atuei no espetáculo no ano passado fazendo o papel de Madalena, já tenho bem a dimensão do que é o espetáculo e toda a carga de emoção de cada cena, vou me valer dessa experiência quando for gravar o áudio para a dublagem. Ano passado eu não tinha ideia. Minha expectativa em relação a esse ano será diferente nesse sentido”.

Fernanda Machado
“Fiquei muito feliz pela oportunidade de fazer parte do elenco da Paixão de Cristo. Tenho muitos amigos que já atuaram em Nova Jerusalém e sempre falaram que é bastante emocionante. Sempre tive a curiosidade de saber como é feito esse trabalho que envolve tantas pessoas. Nunca fiz nada parecido, por isso estou curiosa para saber como é interpretar para um grande público em uma cidade-teatro ao ar livre. Venho de uma família católica e sempre achei os personagens bíblicos muito interessantes”.

Carlos Machado
Já ouvi falar muito da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém e sei da grandiosidade do espetáculo. Por isso é um motivo de orgulho termos sido convidados para participar nesta temporada. Já tive oportunidade de participar de encenações bíblicas em outras ocasiões fazendo os papéis de Jesus e Pilatos, e, para mim, é sempre uma grande emoção. E agora, atuando no maior espetáculo de Paixão de Cristo do País, não será diferente. Será realmente uma grande honra.

Oscar Magrini
“Estou muito contente de estar retornando à Paixão de Cristo agora para fazer o papel de Herodes. Vai ser uma experiência muito interessante e um novo desafio. Para isso pretendo conhecer mais sobre o personagem e me preparar para que essa temporada seja tão marcante como a de 2009 quando fiz o papel de Pilatos. O espetáculo conta a história de Jesus de uma forma fantástica, por isso atrai pessoas de todo Brasil e também do exterior. Me sinto grato e honrado por ter sido convidado a participar mais uma vez desse evento.”

Meyriele Abrantes
“Estou muito feliz por ter sido convidada para participar da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. Esta será a primeira vez que irei trabalhar como atriz. Vou dar o melhor de mim em mais esse grande desafio que será interpretar Herodíades, mulher do rei Herodes, personagem que, em 2012 foi vivido por Ellen Roche”.



Nova Jerusalém 47 anos de encenações.
Paixão de Cristo, mais de 60 anos de história.

 O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, na verdade, teve sua origem nas encenações do Drama do Calvário, realizadas nas ruas da vila de Fazenda Nova, no período de 1951 a 1962, por iniciativa de Epaminondas Mendonça. Depois de ter lido em uma revista de variedades como os habitantes da cidade de Oberammergau, na Baviera alemã, encenavam a Paixão de Cristo, Mendonça teve a ideia de realizar um evento semelhante durante a Semana Santa a fim de atrair turistas e, assim, movimentar o comércio do lugar.
Os primeiros espetáculos da pequena vila contavam com a participação apenas de familiares e amigos dos Mendonça. Com o passar dos anos, as encenações começaram a atrair atores e técnicos de teatro do Recife e a Paixão começou a ganhar fama e notoriedade em todo o estado. Fazenda Nova, vila do município do Brejo da Madre de Deus (onde aconteceram essas primeiras encenações) fica bem próxima ao local onde hoje se situa a cidade teatro de Nova Jerusalém.
A ideia de construir um teatro que fosse como que uma pequena réplica da cidade de Jerusalém para que nela ocorressem as encenações da Paixão foi de Plínio Pacheco que chegou a Fazenda Nova em 1956. Mas o plano só veio a se concretizar em 1968, quando foi realizado o primeiro espetáculo na cidade-teatro de Nova Jerusalém. Desde então, já são 47 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, atraindo espectadores de todo o Brasil e do mundo.
O maior teatro ao ar livre do mundo é uma cidade-teatro com 100 mil metros quadrados, o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. É cercada por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. No seu interior, nove palcos-plateias reproduzem cenários naturais, arruados e palácios além do Templo de Jerusalém, constituindo obras monumentais, concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo gênio do seu fundador Plínio Pacheco.

Serviço:
- Telefone para informações: (81) 3732.1129
- Pacotes para viajantes de outros estados: CVC (3003-9282) – TAM Viagens (11 3274 1313 / 0300 777 2000)
- Excursões de ônibus do Recife ou Porto de Galinhas: Luck Viagens (081)  3366-6290 / 6291
- Hospedagem na Pousada da Paixão e participação no espetáculo como figurante (81 3732.1574)

Nenhum comentário: