Total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

IATA divulga relatório que mostra crescimento moderado do mercado de carga aérea em 2013


 A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) divulgou números que mostram expansão de 1,4% no volume de toneladas de carga por quilômetro (FTKS) em 2013 ante o ano anterior.  O mercado de carga tem avançado lentamente durante a primeira metade do ano, numa tendência de aceleração que vem desde o segundo semestre de 2013. A capacidade cresceu mais rapidamente do que a demanda, em 2,6%, enquanto as taxas de ocupação vinham num fraco desempenho de 45,3%.
As transportadoras do Oriente Médio e da América Latina reportaram o maior crescimento na demanda (12,8% e 2,4%, respectivamente). Já os transportadores da região da Ásia-Pacífico, que detêm cerca de 40% do mercado de transporte aéreo global, viram sua atividade de cargas encolher 1,0% em relação ao ano passado.
"2013 foi um ano difícil para o mercado de carga. Embora tenhamos visto alguma melhoria na demanda a partir do segundo semestre do ano, ainda podemos esperar 2014 como um ano desafiador. O comércio mundial continua a se expandir mais rapidamente do que demanda de carga aérea. O próprio comércio está sofrendo com o aumento de medidas protecionistas por parte dos governos. E a riqueza relativa ao mercado de passageiros, em comparação com o de carga, torna difícil para as companhias aéreas adequar a capacidade à demanda", disse Tony Tyler, diretor-geral e CEO da IATA.
Análise em detalhes
Em dezembro os FTKS globais (volume de toneladas de carga por quilômetro) cresceram 1,8% em relação aos resultados de um ano atrás. Isso representa uma tendência positiva do segundo semestre de 2013, abaixo, porém, dos números de novembro, de 6,0%. A capacidade cresceu 3,6%, mas a taxa de ocupação diminuiu 0,8 ponto porcentual em um ano, para 46,3%.
"A dinâmica em que a indústria de carga aérea opera está mudando, mas sua proposta de valor básico continua a mesma. Os clientes ainda precisam de velocidade, qualidade, confiabilidade e eficiência. E precisamos fazer a entrega com a melhor tecnologia e processos modernos. Este será um ano de mudança para a carga aérea. A principal medida de sucesso será a implementação do sistema eletrônico aéreo air-way bill, que vai estabelecer as bases de novas melhorias para uma moderna indústria de carga aérea sem papel, o que só pode ser alcançado alinhando todas as partes interessadas,  incluindo governos, em uma visão comum", disse Tyler
O World Cargo Symposium, a ser realizado em Los Angeles entre os dias 11 e 13 de março, vai se concentrar em demonstrar como a inovação pode transformar a indústria para entregar valor.  Até mil delegados são esperados para participar e discutir questões que estão no topo da agenda, como o e-cargo e o índice de gestão da qualidade Cargo 2000 (C2K).
A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) representa cerca de 240 companhias aéreas, compreendendo 84% do tráfego aéreo mundial.

Nenhum comentário: