Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Paraná terá quatro novas regiões turísticas



O Paraná vai ampliar suas regiões turísticas de 10 para 14. As novas regiões são Vale do Ivaí, Roteiros da Comcam, Norte Pioneiro e Cantuquiriguaçu

O processo de reorganização dos municípios turísticos está em fase de conclusão pelos 27 estados, de acordo com novas diretrizes do Programa Nacional de Regionalização do Turismo, que priorizam a gestão descentralizada, os investimentos em qualificação profissional e infraestrutura. O Paraná é um dos estados que já concluiu seu novo mapa do turismo. 
Uma prévia do novo mapa nacional mostra que ele já tem 3.357 municípios cadastrados e 302 regiões turísticas. Ele trará além de regiões consagradas pelo turismo, apostas de roteiros que devem figurar nos próximos guias de viagem e atrair o turista nos próximos anos.
“O mapa da regionalização orienta a atuação de políticas e investimentos do MTur pelo país”, diz Vinicius Lummertz, secretário nacional de Políticas de Turismo. Assim que o novo mapa for concluído, o MTur classificará o nível de desenvolvimento (que varia de 1 a 3) de cada uma das regiões turísticas e definirá as necessidades de investimento de cada localidade.
Abaixo, as novas regiões do Paraná:
Norte Pioneiro: É composta por 12 municípios. Entre os principais atrativos turísticos da nova região, destaca-se a Represa de Chavantes e o Rio das Cinzas, com potencial para o turismo náutico, de pesca e esportivo, além de passeios de barco, campeonatos de pesca e canoagem. A oferta hoteleira inclui um resort com piscinas de água mineral. Além disso, o patrimônio cultural está nas edificações religiosas e da Rota do Rosário. Por fim, as características produtivas e naturais da região favorecem o desenvolvimento de atividades de turismo rural e lazer, incluindo antigas fazendas produtoras de café que compõe a Rota do Café.
Vale do Ivaí: É composta por 18 municípios. Concentra dois importantes santuários religiosos do Estado, um dedicado a Santo Expedito e outro à Santa Rita de Cássia, ambos interligados pelo circuito Rota da Fé. Por fim, os recursos naturais e a o setor agrícola pautam o desenvolvimento de atividades vinculadas ao turismo rural, ecoturismo e turismo de aventura, com destaque para as quedas d'água do município de Faxinal.
Roteiros da Comcam: É composta por 24 municípios. Entre os principais atrativos turísticos da região destacam-se as edificações religiosas, peregrinações da Rota da Fé, a gastronomia com pratos típicos e festividades como a Festa do Carneiro no Buraco e a COMCAM Fest, que promovem o circuito de festas gastronômicas da região. Com pousadas rurais e um dos mais expressivos equipamentos hoteleiros do Estado com fontes de águas termais, a região é opção para descanso e lazer na área rural.  Além disso, concentra duas unidades de conservação: a Estação Ecológica do Cerrado, que preserva remanescentes deste ecossistema e desenvolve atividades de educação ambiental, e o Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo, que além ser refúgio de flora e fauna, possui um rico patrimônio arqueológico com ruínas de uma das 16 comunidades jesuíticas espanholas fundadas nos séculos XVI e XVII.
Cantuquiriguaçu: É composta por 20 municípios. Margeada pelo Rio Iguaçu, a região conta com inúmeras hidrelétricas e lagos que favorecem a prática de esportes náuticos e a pesca esportiva, além de recantos de lazer nas represas de Foz do Areia, Salto Osório e Salto Santiago. A transformação ocorrida no território pode ser vista no Museu Regional do Iguaçu, que possui um dos mais expressivos acervos regionais do Paraná. Além disso, a região concentra reservas indígenas, belas paisagens como a do Horto Florestal na Vila de Faxinal do Céu e rica agricultura familiar. Por fim, destaque para a Festa Nacional do Charque com seu ponto alto na gastronomia a base de charque, além de atividades artísticas e exposição feira agropecuária.
 

Nenhum comentário: