Total de visualizações de página

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Mergulhando no mundo dos vinhos e espumantes- parte II




Quando falamos em vinho, logo vem a palavra harmonização, se combina o vinho tinto com carne ou o vinho branco com peixe e por ai vai. Na sexta-feira (25) entrei neste mundo a partir do 2ºENOTOUR.DOC, uma viagem de familiarização junto a Cooperativa Vinícola Garibaldi Ltda. E achei este mundo que já divulgo tanto, no entanto sem conhecer a fundo e desfrutar destes momentos inesquecíveis, um grande aprendizado.
Em primeira mão degustamos dos novos produtos da Linha premium Acordes -Brasil, uma linha finissima de vinhos de alta qualidade a ser lançado no dia 22 de janeiro de 2014, data do aniversário de 83 anos da vinícola. 

E tivemos a oportunidade de degustar os melhores vinhos já elaborados pela Garibaldi – dois varietais, das uvas Merlot e Chardonnay, e um espumante elaborado pelo método tradicional (champenoise), com as uvas Pinot Noir e Chardonnay. Serão apenas 3 mil garrafas de cada rótulo, com uvas colhidas exclusivamente em safras de alta qualidade. “A nossa aposta é no segmento on-trade, especialmente em restaurantes com vocação gastronômica”, afirma o presidente Oscar Ló que acompanhou o grupo de jornalistas e blogueiros. O rótulo da linha Acordes é ilustrado com aves brasileiras que formam acordes musicais. “Há três anos preparamos esse lançamento como a revelação de uma obra-prima”, comenta. Sentimos a necessidade de lançarmos um vinho fino que fosse um carro chefe, por isso surgiu o Acordes, enfatizou Maiquel. A idéia do pássaro no rótulo é mostrar a vida em harmonia, frisou. Com certeza será uma obra prima que chega no mercado a partir do dia 22 de janeiro do próximo ano. 
Visitamos a cooperativa Vinícola Garibaldi, percorrendo todo o processo desde o setor da chegada da uva, ao engarrafamento, ao armazenamento .



E entramos numa Cave de Vinho, uma sala especial, para dez a 15 lugares. Aliás me senti numa pipa gigantesca, com mesa, taças para vinho tinto, vinho branco e espumante e então com as explicações do gerente de Marketing, Maiquel Vignatti, e com um fundo musical, embalamos no mundo do vinho, com a sensibilidade para perceber os aromas.. Flutuando seguimos em frente, mais degustações e cada um dando seu palpite, se o vinho era apreciável, se o valor estará acessível, pois chegará ao mercado em torno de R$100,00.   E fomos degustando, cada vinho um sabor admirável, sublime e recomendo este novo lançamento , será mais do que uma obra prima da Vinicola Garibaldi, será sim a consagração dos deuses.


 O gerente de marketing da vinicola, Maiquel Vignotti apresentando a nova linha Acordes



 O grupo dos jornalistas e blogueiros convidados visitando a cooperativa Vinícola Garibaldi




Saiba mais sobre a história da Cooperativa Vinícola Garibaldi
 













 Prêmios conquistados
Produtos Garibaldi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi foi criada em 1931 logo depois da grande Crise de 29, quando excesso de produção de vinho acumulada nas pequenas propriedades do interior e as crescentes dificuldades de comercialização levaram um grupo de 73 produtores a unirem-se e fundarem a cooperativa. Hoje são 327 famílias associadas de 12 municípios gaúchos, que cultivam 850 hectares de videiras.
No primeiro ano de fundação, a produção ficou em 300 mil litros de vinho com os 73 associados. Três anos depois, já eram 260 associados. E em menos de dez anos, a produção passou para 3,5 milhões de litros, alcançando 10 milhões de litros em 1949, com mais de 1.000 associados. Fundada por imigrantes italianos e descendentes de primeira geração, a Garibaldi chegou a ser a maior cooperativa vinícola de todo o continente americano.
Oscar Ló lembra que um dos fatos mais marcantes da sua história foi a grande exportação de 1958, quando foi fechado um contrato de venda de 30 milhões de litros de vinho para a França. “Foi um marco para o setor vitivinícola brasileiro”, destaca. O negócio foi considerado a salvação da vitivinicultura gaúcha ao reduzir significativamente os estoques da época e ainda despertou o interesse dos consumidores brasileiros para o vinho nacional. A partir daí, a imagem dos vinhos elaborados no Rio Grande do Sul se espalhou pelo país, chegando até a mesa dos brasileiros.
Nos últimos três anos, o volume de investimentos na Garibaldi soma cerca de R$ 10 milhões no seu parque industrial, que hoje ostenta a 7ª posição no ranking dos maiores produtores de vinhos finos do Brasil. Investimentos na ordem de R$ 1,5 milhão foram feitos em uma nova linha de engarrafamento para vinhos e sucos, além da compra de novos tanques (autoclaves), próprios para fermentação de espumantes pelo método charmat. Há apenas cinco anos elaborando espumantes, a Garibaldi é hoje a quarta maior produtora de borbulhas do País, com inúmeras premiações nacionais e internacionais aos seus produtos. O espumante Moscatel é o mais premiado do Brasil.
No ano passado, a cooperativa ainda inaugurou uma nova planta para produção de suco de uva, com investimento de R$ 6,5 milhões. Pioneira na produção de suco e vinho orgânicos, a comercialização já ultrapassa 1 milhão de garrafas por ano.
Situada a 120 Km de Porto Alegre, na cidade de Garibaldi, conhecida como “terra do champanha”, no coração da Serra Gaúcha – maior região vitivinícola do Brasil –, a cooperativa está instalada em uma área de 32 mil metros. O destaque para os turistas é o varejo, onde são comercializados os seus produtos, além de artesanato e acessórios para vinhos e espumantes. O terminal funciona diariamente das 9 horas às 17 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. Funciona na avenida Independência, 845. Telefone (54) 3464 8104.
Mais informações no site www.vinicolagaribaldi.com.br.


 

Nenhum comentário: