Total de visualizações de página

sábado, 24 de agosto de 2013

HOTÉIS DEVEM INVESTIR EM MUDANÇAS E APOSTAR NA FIDELIZAÇÃO DOS CLIENTES

Os palestrantes Ignácio Amigo e Marco Sobrinho


 Na palestra de abertura do Seminário realizado pela ABIH-BA na 2ª BahiaBizz Hotel & Food, iniciada ontem, 22, no Centro de Convenções da Bahia, Ignácio Amigó, consultor e especialista em Marketing, da Catalunha, Espanha, enfatizou a necessidade de mudança de perfil e de atitude no negócio da hotelaria. “O cliente pede cada vez mais identidade, autenticidade e um bom produto que lhe traga benefícios emocionais. O radar do hoteleiro tem que estar ligado para saber que direção seguir e qual a sua vocação”, explicou o professor aos hoteleiros, executivos e profissionais da hotelaria em geral, participantes do evento.

 Para Ignácio Amigó, que é consultor de vários empreendimentos na Europa, professor de Turismo na Espanha e autor de livros sobre o segmento, a mudança de mentalidade na hotelaria é vital para a sobrevivência dos empreendimentos, principalmente após a Copa do Mundo de 2014, quando segundo ele, sobrarão ofertas. “Os hotéis têm que deixar de ser um armazém de camas para ser uma indústria de criação de experiências e emoções pois só assim poderão fidelizar seus clientes e continuar competitivos neste mercado”, defende.

Dentre as ações que aponta como necessárias para a efetivação de uma nova postura, destaca que os hotéis devem se tornar criadores de ofertas para atrair clientes, deixando a posição passiva e contemplativa, devem personalizar seu atendimento através de funcionários motivados que compartilhem valores e objetivos, equacionar venda por intermediação com a venda personalizada feita pelo próprio hotel, e migrar da condição de hotel turístico para a de hotel com identidade que possa ser reconhecida e valorizada pelos clientes.
  
VENDAS ON LINE
Na segunda palestra do dia, realizada pelo executivo da Booking.com, empresa de vendas de reservas on line, Marco Sobrinho, enfatizou a importância da agilidade e facilidade das vendas online para a hotelaria diante da necessidades de visibilidade perante uma concorrência acirrada num mercado que é global. “Quem pensa na realidade do mercado antes dos concorrentes sai na frente e só tem a ganhar”, alerta o especialista. Segundo ele, atualmente já há um empate técnico entre o consumidor que compra on line em um desktop e o que já adotou o mobile (celular ou tablet) para realizar suas compras on line. “O consumidor quer agilidade e conforto”, declara.

Para Sobrinho, a tendência de compras pela Internet, inclusive para fazer reservas só tende a aumentar, e o Brasil é um dos países que mais usam a ferramenta. ”No Brasil as pessoas gastam 26 horas por semana navegando na Internet e o País já é o quinto no mundo na quantidade de pessoas conectadas à rede. A previsão é de que 100 milhões de pessoas estejam conectadas até 2014”, enfatiza. Para o executivo quem apostar no potencial de desenvolvimento do mercado on line só terá o que comemorar no futuro.



Nenhum comentário: