Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Omã aposta em investimentos brasileiros



Em fórum, na próxima segunda, serão apresentadas oportunidades de investimento e os benefícios para empresas brasileiras quem se instalarem nas zonas francas omanis

– A Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, em parceria com a Embaixada de Omã, realiza, na próxima segunda-feira, dia 12, o Fórum Econômico Brasil-Omã. O objetivo é estreitar as relações bilaterais entre os países, atraindo empresários e negócios para ambos. Destaque especial será dado aos benefícios para as empresas brasileiras que se instalarem nas zonas francas omanis. Participarão do evento o vice-presidente Michel Temer, empresários brasileiros, representantes do governo de Omã e empresários do país árabe.
“O objetivo do fórum é ampliar o conhecimento que o Brasil tem sobre Omã e vice-versa para que as relações comerciais e diplomáticas se tornem mais estreitas. Creio que este fórum é uma boa oportunidade para ampliar o conhecimento mútuo, promover o diálogo direto entre ambos os países e seus respectivos empresários. Empresas e governo de Omã apresentarão, especialmente, as zonas francas onamis para atrair empresas brasileiras. A mineradora brasileira Vale, por exemplo, já está instalada em uma dessas áreas, no Porto de Sohar. Também há um interesse do governo árabe em conhecer as melhores práticas brasileiras em preservação do meio ambiente. Além das apresentações das empresas, serão realizados encontros paralelos entre empresários brasileiros e omanis”, afirmou o embaixador de Omã no Brasil, Khalid Salim Al Jaradi.
DISTRIBUIÇÃO
O diretor-geral da Câmara Árabe, Michel Alaby, afirmou que o país tem uma localização privilegiada, que oferece acesso a importantes mercados da região e da Ásia, como Índia e China. “A ligação com o Oceano Índico e com os outros países do Golfo vai oferecer às empresas brasileiras oportunidade para se estabelecer na região com seus centros de distribuição e atender esse mercado expandido”, afirmou.
Em 2013, Brasil e Omã já haviam promovido eventos de aproximação e parcerias. O vice-presidente brasileiro visitou o país árabe no primeiro semestre. Em novembro, a ministra da Educação de Omã, Madiha Al-Shibany, esteve no Rio de Janeiro para a entrega do Prêmio Internacional Sultão Qaboos para o Meio Ambiente. Segundo o embaixador Jaradi, a aproximação de Omã com o Brasil deve continuar neste ano. O governo omani pretende realizar outros dois eventos no país, um em junho e outro em agosto. “Consideramos o Brasil um parceiro estratégico. Os dois países mantêm um bom relacionamento, suas atitudes e posições diplomáticas são muito similares. Queremos trabalhar junto com o Brasil”, afirmou o diplomata.
Participarão do fórum Yahya Said Abdullah Al Jabri, ministro de Estado da Zona Econômica Especial de Duqm; o CEO da Zona Franca de Salalah, Aoad Salim Al Shanfari, o diretor comercial da Port of Duqm (Company SAOC - Oman Oil Company), Reggy Vermeulen; o vice-presidente de Mercados Emergentes da Oman Oil Company, Hilal Al Kharusi; o CEO do Fundo de Investimento de Omã, Sheikh Hassan Al Nabhani; e o chairman da Autoridade da Zona Econômica Especial de Duqm, Yahya Said Abdullah Al Jabri; além de representantes dos ministérios de Óleo e Gás e da Agricultura.
 
Serviço:
Fórum Econômico Brasil-Omã
Data: 12 de maio, a partir das 8h30
Local: Hotel Hyatt - São Paulo, SP
Informações: +55 11 3283-4066
 
 
Sobre a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira
A Câmara de Comércio Árabe-Brasileira representa 22 países árabes, foi fundada em 1952 e tem como missão aproximar comercialmente o Brasil dos países árabes, incrementando intercâmbios culturais e turísticos entre árabes e brasileiros. A entidade oferece diversos serviços, como certificação de documentos, informações de mercado, traduções, realiza eventos e workshops. Disponibiliza, também, o Espaço do Conhecimento Comercial, um centro de referência para pesquisas das relações entre o Brasil e os países árabes.
 
Informações para a imprensa

Nenhum comentário: