Total de visualizações de página

terça-feira, 6 de maio de 2014

Abav/RJ critica decisão do Prefeito Eduardo Paes


Durante anúncio do Manual de Procedimentos para Grandes Eventos, político limitou acesso de veículos fretados ao Maracanã durante a Copa e não consultou o setor

Na última sexta-feira, o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou o Manual de Procedimentos para Grandes Eventos - Copa do Mundo 2014 -, que inclui medidas de transporte, mudanças viárias e orientações sobre deslocamentos. A Associação Brasileira de Agências de Viagens do Rio de Janeiro (Abav/RJ) foi pega de surpresa com a proibição do acesso de vans e ônibus fretados ao Maracanã.

“Apesar de o Prefeito afirmar que entrou em contato com as agências, a Abav/RJ não foi consultada. O Eduardo Paes, que já foi Secretário de Turismo do Estado RJ, deveria saber que a associação poderia ajuda-lo neste planejamento e na comunicação com o setor”, ressaltou o presidente da Abav/RJ, George Irmes.

Com a medida, o acesso dos milhares de turistas ao estádio será realizado através do metrô e dos ônibus circulares, o que para a Abav/RJ é preocupante, uma vez que o transporte público mal dá vazão aos moradores da cidade. A prefeitura orientou que ônibus e vans fretados se dirijam para a Ilha do Governador, onde os passageiros poderão embarcar no Transcarioca - sistema de ônibus com via exclusiva a ser inaugurado em junho -, fazer a transferência para o metrô na estação Vicente de Carvalho e chegar ao estádio.

“São esperadas mais de 70 mil pessoas no Maracanã. Imagine todas essas pessoas acessando o estádio através do transporte público. Vai ser um caos”, opinou o vice-presidente da entidade, Reinaldo Gama, acrescentando que, desde janeiro, agências de viagens estão comercializando pacotes e que muitas vão ter que cancelar contratos, ou rever com os clientes. “Ir para uma estação do BRT não é viável", finalizou.



Nenhum comentário: