Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pronatec Turismo ultrapassa meta para a Copa



Até agora, 166 mil pessoas já foram matriculadas no programa de qualificação profissional do Ministério do Turismo. A expectativa era preencher 157 mil vagas até o mundial
O ex-vigilante Sinvaldo Rodrigues, de 35 anos, estava desempregado quando se inscreveu no Pronatec Turismo para fazer o curso de garçom em Belo Horizonte. Assim que concluiu o curso, conseguiu um trabalho na área e, em pouco tempo, já estava com a carteira de trabalho assinada. Hoje, Sinvaldo é garçom no Restaurante Escola do Senac, na capital mineira, e sua renda mensal é maior do que a de vigilante. “Eu nunca havia trabalhado nessa área, não tinha experiência, comecei do zero. Digo sempre que esse curso foi um ‘achado’ na minha vida”, diz.
Assim como Sinvaldo, mais de 166 mil pessoas já se matricularam no Pronatec Turismo, programa de qualificação profissional do Ministério do Turismo em Parceria com o Ministério da Educação. O programa oferece gratuitamente 54 cursos de idiomas e profissionalizantes ligados ao setor de turismo, como garçons, camareira, bartender, recepcionista de hotel, entre outros. Taxistas, agentes de turismo, policiais civis e militares, guardas municipais e corpo de bombeiros também estão sendo treinados para recepcionar os visitantes durante a Copa do Mundo.
Atender bem o turista é uma das missões do Ministério do Turismo – e uma realização dos prestadores de serviço do setor, como revelam duas pesquisas recentes, feitas com estrangeiros que estiveram no país para a Copa das Confederações e Jornada Mundial da Juventude. Em linhas gerais, o nível de satisfação com os serviços turísticos no país alcançou níveis acima de 90%, de modo que a maioria dos visitantes pretende voltar ao país.
Os cursos do Pronatec são realizados pelo Senac, Senai, Sesc e Sesi, institutos federais e estaduais de educação, em 120 cidades brasileiras. Das 166 mil matriculas, 89,1 mil foram realizadas nas cidades-sede da Copa do Mundo: Salvador (11.875), Cuiabá (11.092), Rio de Janeiro (10.040), Porto Alegre (9.149), Brasília (8.661), Fortaleza (7.972), São Paulo (7.107), Natal (6.082), Manaus (5.368), Recife (4.592), Belo Horizonte (4.465) e Curitiba (2.766). As outras 76,9 mil matriculas foram realizadas nas demais cidades participantes do programa. A oferta de vagas depende da identificação da demanda nos municípios.
De acordo com o ministro do Turismo, Vinicius Lages, ao investir em capacitação profissional, o MTur aumenta a competitividade dos destinos e contribui para o desenvolvimento do setor. “Fortalecer a imagem do Brasil, qualificando os trabalhadores para atender com qualidade e competência aos visitantes, será um dos benefícios mais importantes após o mundial”, afirma.
Mais 68 mil vagas estão disponíveis para o primeiro semestre deste ano, para as modalidades Pronatec Copa, Pronatec Copa na Empresa e Pronatec Copa Social. Para se inscrever, o interessado deve procurar os órgãos municipais ou estaduais de Turismo, responsáveis por informar os cursos disponíveis na cidade e realizar a pré-matrícula.
Geração de empregos - A Copa do Mundo pode gerar 380 mil empregos temporários no país em 2014, de acordo com um estudo realizado pela Value Partners Brasil, uma empresa de consultoria de gestão, a pedido do Ministério do Esporte. As novas vagas serão oferecidas especialmente por bares e restaurantes, em cargos como recepcionista, atendente e garçom.

Nenhum comentário: