Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Turismo investe em atendimento bilíngue para a Copa



Entre as ações de comunicação estão os novos Centros de Atendimento ao Turista (CATs) e o ensino de idiomas a profissionais ligados ao setor, como taxistas, agentes de turismo, além de policiais civis e militares, guardas municipais e corpo de bombeiros

O atendimento em idioma estrangeiro é uma ação prioritária para o Ministério do Turismo para receber bem os turistas que desembarcam no país durante Copa do Mundo de 2014. Com o objetivo de atender melhor o visitante de fora e o turista brasileiro, o MTur investe em duas ações de grande repercussão: a expansão dos Centros de Atendimento ao Turista (CATs) e o ensino de idiomas a profissionais ligados ao turismo.
O aprendizado de um segundo idioma, como o inglês e o espanhol, além da Língua Brasileira de Sinais (Libras) está sendo realizado pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec Turismo. Entre os profissionais beneficiados estão taxistas, agentes de turismo, além de policiais civis e militares, guardas municipais e corpo de bombeiros, todos em contato direto com os visitantes. Além do curso de idiomas o Pronatec oferece mais 44 cursos com foco do atendimento ao turista.
Ao investir na comunicação com o turista, o MTur atende a uma das principais reivindicações dos estrangeiros que visitaram o país durante a Copa das Confederações: melhorar o atendimento em língua estrangeira. Durante o torneio, metade dos turistas estrangeiros que visitaram o país manifestaram dificuldades em se comunicar, de acordo com uma pesquisa do Ministério do Turismo (MTur), feita em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). No período foram entrevistados 1.338 turistas estrangeiros em aeroportos brasileiros.
A segunda ação de mobilização do Ministério do Turismo visa a expansão dos Centros de Atendimento ao Turista (CATs), locais especializados ao atendimento e orientação dos turistas em mais de um idioma. O MTur reservou R$ 37 milhões para investimento em 105 centros, todos em estados-sede da Copa, em operação até a Copa do Mundo. A ação é uma parceria com estados e municípios, que investem mais R$ 3,3 milhões.
O investimento cobre reformas de CATs antigos, construção de novas unidades fixas e investimentos em unidades móveis, como vans e patinetes elétricos, que irão circular pelos principais centros de concentração de turistas. Em São Paulo, dois patinetes elétricos vão circular nos entornos do Arena Corinthians para atender aos turistas, em uma experiência inédita no país.
São esperados 600 mil turistas estrangeiros para a Copa do Mundo, segundo o Ministério do Esporte, um número bem maior do que os estrangeiros que vieram para a Copa das Confederações (25 mil), segundo o Ministério do Turismo.

Nenhum comentário: