Total de visualizações de página

sábado, 25 de janeiro de 2014

Costa do Estoril, um lindo lugar para conhecer em Portugal

Existe apenas um lugar onde pode desfrutar de mil sensações. No Estoril. Maravilhosas praias onde pode descontrair-se ao sol e esquecer tudo. Jardins, casas e palácios que o farão reviver o passado. Excelentes restaurantes onde se podem apreciar diversos peixes e mariscos. Tudo o que necessita para praticar o seu esporte favorito. E locais tão incríveis como Cascais, onde a tradição de vila piscatória se mistura com a imponente cidadela medieval e o glamour que lhe foi imprimido, nos princípios do século XX, por se ter tornado a residência de Verão da família real.


Nunca um lugar tão pequeno teve tanto para oferecer
Apesar da Costa do Estoril ser uma zona reduzida em tamanho, é incrivelmente grande em termos de possibilidades. Banhada pelo Oceano Atlântico, a região estende-se desde o estuário do Tejo até ao Guincho, perto da Serra de Sintra, onde se encontra o ponto mais ocidental da Europa continental. Graças à sua proximidade com Lisboa, oferece os serviços do seu aeroporto internacional, bem como os do Aeródromo Municipal de Cascais-Tires. Com excelentes vias de comunicação, dispõe de bons acessos tanto ferroviários como rodoviários, sendo a Estrada Marginal uma das mais agradáveis vias da zona.
No centro da região ergue-se a majestosa Serra de Sintra, cuja vertente norte dá acesso à romântica vila com o mesmo nome.
Na Costa do Estoril o clima é temperado durante todo o ano e não se registam condições extremas. Trata-se de um microclima único, influenciado pela morfologia da Serra, que dá lugar a uma ampla variedade de paisagens, flora e fauna.Existem muitas razões que fazem do Estoril uma região extraordinária. Os seus diversos recantos, as suas extraordinárias praias e paisagens, os vestígios da sua história. Num espaço muito reduzido, o Estoril tem, simplesmente, tudo.

Um pouco de história
Falar de história no Estoril é remontar quase ao princípio dos tempos, quando os dinossauros habitavam os seus densos bosques, deixando as suas pegadas marcadas em locais como a Praia Grande (Sintra), onde ainda hoje os visitantes as podem contemplar.
No Paleolítico, provavelmente atraídos pela existência de um clima e condições naturais favoráveis, verificaram-se os primeiros povoamentos humanos.
Mais tarde, o interesse estratégico desta zona, a mais ocidental da Europa continental, atraiu sucessivamente fenícios, romanos e árabes. Especialmente destes últimos a região herdou as suas influências reconhecíveis na arquitectura, no nome dos sítios e na cultura em geral.
Destaca-se a presença dos populares moinhos de vento de Alcabideche, a poucos quilómetros de Cascais, aos quais o poeta Ibn Mucane fazia referência no século XI.

A zona costeira de Cascais era a primeira a ser avistada pelos navios ao aproximarem-se do Tejo e a última imagem que levavam de Portugal, quando se dirigiam para os diversos pontos do Império. Os seus habitantes viram partir os primeiros descobridores e como regressaram carregados de tesouros de África, especiarias da Índia e ouro do Brasil. Em 1588, viram desfilar, ao largo das suas praias, a maior formação naval que existiu até à II Guerra Mundial: a Armada Invencível, a caminho do seu fatídico destino nas costas de Inglaterra.

As fortificações costeiras recordam-nos os ataques dos corsários e as tentativas de desembarque das forças espanholas, francesas e inglesas, em diferentes momentos da história de Portugal. O esplêndido Palácio Nacional de Mafra, 30 km a norte do Estoril, recorda-nos o poder de D. João V, o Rei Sol português. E a enseada da Ericeira evoca a revolução republicana de 1910, quando o último rei de Portugal se viu obrigado a embarcar e fugir para Inglaterra.
A história mais recente do Estoril coloca a região como pioneira do turismo em Portugal, quando, em 1870, a família real elegeu a zona, e concretamente a Cidadela de Cascais, como local de residência, pela sua localização, envolvência natural, clima temperado e qualidade das suas águas marítimas e termais. As grandes convulsões políticas do século XX fizeram com que reis, aristocratas e alta burguesia de toda a Europa escolhessem o Estoril como o local ideal para passar o seu tempo de exílio, convertendo-o num destino internacionalmente conhecido.
Durante a II Guerra Mundial, transformou-se num grande centro de espionagem e diplomacia secreta. De toda aquela época de glamour e mistério fica-nos um especial ambiente cosmopolita e sofisticado que ainda perdura nos nossos dias e do qual resultou a denominação de Riviera Portuguesa.


PRAIAS
Carcavelos
Impressionante praia situada junto à fortaleza de S. Julião da Barra, no ponto que assinala o fim do estuário do Tejo. Pela sua grande quantidade de bares e restaurantes, e grande animação, tanto diurna como nocturna, constitui um ponto de encontro obrigatório para centenas de surfistas e body boarders.

Parede
Vale a pena visitar esta pequena praia, cujas águas com grande conteúdo de iodo exercem verdadeiros efeitos terapêuticos. Nesta praia ergue-se um centro de fisioterapia do início do século XX, especializado no tratamento de doenças ortopédicas.

Avencas, S. Pedro e S. João do Estoril Nesta espetacular zona de arribas, protegidas como zona de biodiversidade, abre-se um conjunto de pequenas e encantadoras praias, algumas delas muito frequentadas por surfistas.

Estoril - Tamariz
Nesta preciosa praia, situada junto à alameda do Casino e rodeada por magníficos palacetes e hotéis, iniciou-se, nos anos 20, a tradição da Costa do Estoril como estância balnearia de renome internacional.


Cascais
Tratam-se de pequenas praias urbanas, situadas numa belíssima baía e dominadas pela Cidadela, com uma presença constante de embarcações de recreio, ideais para desfrutar do ambiente. Na Praia dos Pescadores pode encontrar uma pitoresca atividade de pesca tradicional e em Cascais pode visitar a sua moderna Marina.


Praias para sonhar!
As praias são uns dos grandes aliciantes para quem visita. Águas limpas e transparentes, serviços de apoio e infra-estruturas são alguns dos motivos que convertem a visita num prazer inolvidável. Pela sua grande qualidade, foi atribuída à maioria delas a bandeira azul da União Europeia. Geograficamente dividem-se em dois setores completamente distintos: a Costa Sul e a Costa Oeste.


A COSTA SUL
Quem procura o seu pequeno paraíso, de certo que o vai encontrar na Costa Sul. Praias encantadoras abrem-se em pequenas enseadas, rodeadas de elegantes casas e palacetes, ao estilo da “Côte d’Azur”. Os seus passeios marítimos, cheios de bares e esplanadas, oferecem muita animação com um toque cosmopolita. O acesso às praias é fácil através da linha de comboio Lisboa-Cascais.
Torre
Situada entre a fortaleza de S. Julião da Barra e a Piscina Oceânica, combina a sua excelente qualidade com uma boa infra-estrutura balnear.

Praia das Maçãs
A desembocadura do rio de Colares origina esta extensa praia de areia, servida por bons acessos e por uma pitoresca linha de eléctrico que desce todo o vale, desde as proximidades de Sintra.



foto :  Grande Real Villa Itália Hotel & SPA- Cascais
Azenhas do Mar
A metros a norte da Praia das Maçãs encontra-se esta pitoresca povoação, com um vistoso casario literalmente incrustado na rocha. Descendo por entre as arribas até ao mar pode-se tomar banho numa piscina natural de água salgada.

Magoito
Longe da civilização, esta praia rural possui um encanto único. Nela pode desfrutar de amplos horizontes, ar limpo, verdes campos salpicados aqui e ali pelo branco dos moinhos de vento. O seu acesso encontra-se bem sinalizado na estrada Sintra-Ericeira.
Um pouco mais a norte, no Concelho de Mafra, temos belas praias:

S. Julião
Ampla praia que se estende ao abrigo de arribas, a sul da Ericeira. O acesso a ela faz-se através de um desvio bem sinalizado na estrada Sintra-Ericeira.

A COSTA OESTE
A norte do Cabo Raso, em pleno Parque Natural, a natureza exalta-nos. Predominam as arribas, entrecortadas por praias de águas enérgicas e fortemente iodadas.

Guincho
Ampla praia exposta aos ventos e ondas de Oeste que a converteram no cenário das provas dos campeonatos da Europa e do Mundo de windsurf. A partir dela pode desfrutar-se de uma magnífica vista do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa continental. Ao seu redor encontram-se numerosos restaurantes onde os peixes e mariscos constituem uma verdadeira delícia.


A dois passos, dentro do Concelho de Sintra, encontramos:
Adraga
Praticamente encaixada entre as rochas esculpidas pelo mar, descobrimos esta bonita praia, rodeada por um ambiente natural com muito poucos vestígios de presença humana. Acede-se a ela a partir da povoação de Almoçageme, percorrendo a estrada que liga o Cabo da Roca a Colares.


Praia Grande
Uma praia ampla com bons acessos, próxima de Colares, muito frequentada por surfistas. Acolhe anualmente uma prova do Campeonato Mundial de Bodyboard e outra do Campeonato Europeu de Surf. Nas arribas que a rodeiam poderá descobrir pegadas de dinossauros e percorrer caminhos com vistas magníficas.

Ericeira
As antigas tradições mantêm-se vivas nesta pitoresca vila, com uma bonita praia e um porto de pesca. Daqui embarcou o último rei de Portugal, a caminho do exílio, em Inglaterra. O seu passeio marítimo com vistas panorâmicas e excelentes restaurantes, especializados em peixes e marisco, tornam a sua visita numa experiência verdadeiramente diferente.

Ribeira d’Ilhas
Nesta praia, famosa por ser uma das melhores do mundo para a prática do surf, realizam-se regularmente provas do campeonato do mundo da modalidade. Situa-se a dois quilómetros a norte da Ericeira, protegida por arribas de onde se podem apreciar vistas esplêndidas e um incrível pôr-do-sol.

Ribamar
Uma preciosa praia situada numa agradável povoação onde pode aproveitar também para visitar os excelentes restaurantes especializados em peixes e marisco.


ESTORIL / CASCAIS
Cidadela
Esta impressionante fortificação do séc. XVI protegia a baia de Cascais e fazia parte de um cordão de artilharia costeira que defendia as zonas de desembarque próximas da capital.
Palácio Seixas
Este magnífico palacete do século XIX está situado sobre o mar na zona central (histórica) de Cascais, constituindo um dos seus melhores símbolos. Foi doado à Marinha pelo seu antigo proprietário.
Casa Museu Verdades de Faria
Projetado pelo famoso arquiteto português Raul Lino, este edifício foi propriedade do mecenas Mantero Belard. Contém objectos do grande etnólogo e musicólogo corso Michel Giacometti, que dedicou grande parte da sua vida ao estudo da música folclórica portuguesa.
Horário: 10.00h-13.00h / 14.00h-17.00h Aberto todos os dias (excepto
segundas-feiras e feriados) Tel. (00 351) 214 81 59 04
Estação dos Correios do Estoril - Espaço Memória Construída pelo arquitecto português Adelino Nunes e inaugurada em 1942, constitui uma das peças mais importantes do movimento modernista nesta região. O Estoril foi local de acolhimento de exilados e refugiados durante a II Guerra Mundial, pelo que o Concelho criou no primeiro andar o Museu do Exílio.
Horário: 10.00h-18.00h Aberto todos os dias (excepto sábados, domingos e feriados) Tel. (00 351) 214 81 59 30 Av. Marginal, 7152-A, Estoril
Casa das Histórias e Desenhos de Paula Rego Em 2006, a pintora Paula Rego escolheu Cascais para a construção da Casa das Histórias Paula Rego, um museu com projecto do arquitecto Eduardo Souto de Moura, para exibição de um conjunto significativo da sua obra gráfica e algumas obras do marido, Victor Willing, artista e crítico de arte, falecido em 1988. A colecção é composta por 121 obras, entre desenhos, gravuras e litografias, bem como 16 quadros emprestados pela artista por um período de 10 anos, aos quais se juntou, já em 2008, a tapeçaria Batalha de Alcácer-Quibir, adquirida pelo município.
O equipamento conta com cerca de 750m2 de áreas de exposição permanente e temporária, cafetaria, livraria e um auditório com capacidade para 195 lugares.
Horário: Abril a Setembro:10.00h-19.00h. Outubro a Março: 10.00h-18.00h. Tel: (00 351) 214 826 970
E-mail: info@casadashistorias.com www.casadashistoriaspaularego.com

Museu do Mar
A estreita relação de Cascais com o mar, a navegação e a pesca é visível no seu museu mais representativo, o Museu do Mar. Com secções de História Natural, Etnologia e Arqueologia Submarina, possui uma grande variedade de peças ligadas ao mar: mapas antigos, vestuário de pescadores de outros tempos, modelos de embarcações e tesouros recuperados de navios que naufragaram ao largo da nossa costa e no estuário do Tejo.
Horário: 10.00h-17.00h Aberto todos os dias (excepto segundas-feiras). Sábados e domingos 10h-13h/14h-17h Tel. (00 351) 214 81 59 07 Rua
Júlio Pereira de Mello, Cascais
Museu Municipal de Cascais
A situação desta bela construção de estilo revivalista é quase tão atractiva como o seu conteúdo artístico. O que primeiro surpreende o visitante é a sua localização numa pequena enseada, tão perto da água que as ondas varrem a base do edifício na maré alta… Instalado no Palácio dos Condes de Castro Guimarães, o museu contém uma interessante colecção de arte, ricas peças de mobiliário de estilo indo-português, vestígios arqueológicos pré-históricos e uma biblioteca, na qual se destacam um manuscrito iluminado de 1505 e edições do século XVII ricamente encadernadas. Um passeio pelo parque circundante permite-lhe ainda descobrir belos painéis de azulejos e um mini-zoo.
Horário: 10.00h-17.00h Aberto todos os dias (excepto segundas-feiras).
Sábados e domingos 10h-13h/14h-17h Tel. (00 351) 214 81 53 08 Av. Rei
Humberto II de Itália, Parque Marechal Carmona, Cascais
Farol de Santa Marta
Horário: 10.00h-17.00h Sábados e domingos 10h-13h/14h-17h (excepto segundas-feiras) Tel. (00 351) 214 81 53 28 R. Farol, Cascais
Forte de S. Jorge de Oitavos
O conjunto apoia-se sobre a falésia e espreita o mar com a sobranceria própria de um edifício militar, cuja construção se ficou a dever à necessidade de proteger as gentes da terra dos inimigos que se aproximavam por mar, piratas ou tropas invasoras, que encontravam naquele trecho recortado da costa cascalense um razoável ponto de possível desembarque. Através de pequenos textos, peças e imagens (algumas inéditas), os visitantes terão uma perceção mais ampla dos aspetos relacionados com a construção da fortificação e do seu papel enquanto dispositivo militar, inserido no conjunto das muitas fortificações militares da defesa avançada da barra do Tejo.
Horário: 10.00h – 17h00 durante a semana. Aos fins-de-semana das 10h as 13h e das 14h as 17h. Aberto todos os dias (excepto segundas-feiras e feriados). Tel. (00 351) 21 481 59 49
Centro Cultural de Cascais
No local onde antigamente se encontrava o Convento de Nossa Senhora da Piedade ergue-se hoje o Centro Cultural de Cascais, um soberbo edifício reformado pelo arquitecto Jorge Silva. A sua enorme área coberta de 2.000 m2 foi concebida para albergar todo o tipo de exposições.


Grand Real Villa Itália Hotel & Spa
Rua Frei Nicolau de Oliveira, 100 2750-319 Cascais- Portugal
Telefone:
+351 210 966 000
Fax:
+351 210 966 001
Website:
 
 
Informações : Estoril Convention Bureau
 
  Morada: Avenida Clotilde, Edifício Centro
de Congressos, 3º A
2765 - 211 - Estoril
Tel: (+351) 214 668 167
Fax: (+351) 214 647 576
E-mail: geral@estorilmeetings.com
Website: www.estorilmeetings.com
 
 

Um comentário:

Luiz Solano disse...

Estive em Estoril pelo menos umas 10 vezes.Sempre gostei do Cassino do Estorial.Não para jogar,mas para ver os espetáculos de alto nível.É realmente um local maravilhoso.A cidade de Cacais é muito linda.