Total de visualizações de página

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Cooperativa Vinícola Garibaldi dá início à vindima


A expectativa é colher 18 milhões de quilos de uva, quase três milhões a mais do que em 2013

A Cooperativa Vinícola Garibaldi dá início, nesta semana, à sua vindima. A expectativa é que seus cooperados colham em torno de 18 milhões de quilos de uva, quase três milhões a mais do que em 2013. O crescimento, de acordo com o enólogo Gabriel Carissimi, se deve tanto ao aumento de produtividade como das vendas da empresa.

As primeiras uvas a serem colhidas são as da variedade Chardonnay e serão destinadas à produção dos espumantes. “A qualidade desta uva está muito boa, devido à brotação uniforme e às condições climáticas dos meses de novembro e de dezembro”, destaca o enólogo. A expectativa da cooperativa em relação à safra também é de crescimento em relação a 2013, bem como qualidade semelhante. “No ano passado, tivemos uma safra muito boa, quando o índice de maturação fenólica das uvas ficou bem acima do índice da safra 2012, o que proporcionou vinhos de bom teor alcoólico e, consequentemente, bem estruturados; com elegância ao paladar”, relembra o enólogo.

A expectativa é que a colheita se estenda até a segunda quinzena de março. Para garantir a qualidade das uvas de seus cooperados, a vinícola desenvolve um programa de melhoria contínua junto à produção. Assim, os agricultores associados são acompanhados desde a implantação dos vinhedos até a classificação das uvas no momento da entrega à cooperativa. “A remuneração da uva começa a ser caracterizada no modelo de plantio, o que estimula a produção de uvas de qualidade”, esclarece Carissimi.

A cooperativa
A Cooperativa Vinícola Garibaldi foi criada em 1931 logo depois da grande Crise de 29, quando o excesso de produção de vinho acumulada nas pequenas propriedades do interior e as crescentes dificuldades de comercialização levaram um grupo de 73 produtores a unirem-se e fundarem a cooperativa. Hoje, são 350 famílias associadas, de 12 municípios gaúchos, que cultivam 850 hectares de videiras. Situada a 120 Km de Porto Alegre, na cidade de Garibaldi, conhecida como a “terra do champanha”, no coração da Serra Gaúcha – maior região vitivinícola do Brasil –, a vinícola está instalada em uma área de 32 mil metros.

Nenhum comentário: