Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

UNESCO NA PROMOÇÃO TURÍSTICA DO BRASIL



Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura irá apoiar as ações de divulgação das cidades brasileiras consideradas como Patrimônio Cultural
 
O presidente das Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Flávio Dino, se reuniu com representantes da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) na seda da Embratur, em Brasília, na última quarta (18). Na pauta, as ações de promoção das cidades brasileiras Patrimônio Cultural da Humanidade no mundo. “Divulgar os nossos patrimônios é valorizar ainda mais a identidade brasileira e a diversificação dos produtos turísticos no exterior contribuirá para que o turismo continue crescendo no país”, comentou o presidente.
 
Durante o encontro, o representante da UNESCO no Brasil, Lucien Muñoz, ressaltou o interesse da Organização em apoiar as ações de promoção das cidades Patrimônio. O primeiro evento voltado para promoção dos Centros Históricos será uma exposição com imagens e vídeos de 12 cidades Patrimônio. O planejamento também prevê a realização de press trips, seminários para formadores de opinião, workshops para agentes de viagens, elaboração de material promocional específico.
 
Flávio Dino, presidente da Embratur, fala sobre as ações de promoção das cidades brasileiras Patrimônio Cultural da Humanidade no mundo.

Projetos-pilotos
 
No ano passado, a Embratur já realizou algumas experiências-piloto, como a exposição dedicada a Pirenópolis (GO) e a Brasília (DF) realizada na sede da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova York. “Nosso objetivo foi aproveitar a visibilidade que a Assembleia Geral da ONU tem em todo o mundo para divulgarmos dois ícones do patrimônio cultural brasileiro”, afirmou Dino. A exposição “Centro-Oeste: Modernidade e Tradição” teve como público-alvo os participantes da Assembleia Geral da ONU do ano passado, além de operadores e agentes de turismo locais, estudantes e imprensa. O espaço da exposição ficou aberto ao público durante todo o mês de novembro.
 
Participaram da reunião: Lucien Muñoz, representante da Unesco no Brasil; Patrícia Braz, coordenadora da área de Cultura da Unesco no Brasil; Flávio Dino, presidente da Embratur e Delma de Andrade, coordenadora de Acompanhamento e Estruturação de Produtos da Embratur
 
 
Cultura como atrativo turístico
 
Uma pesquisa realizada pela Embratur mostrou que a principal atividade de lazer do turista que veio para a Copa das Confederações, em junho, foi cultural e que, entre um jogo e outro, o estrangeiro optou por visitar museus, monumentos e bairros históricos.
 
A pesquisa revelou que bairros históricos foram procurados por 50,8 % dos estrangeiros. Em segundo lugar, com 39,5%, estão os museus, casas de cultura e exposições. Cerca de 39% dos estrangeiros optaram por passeios em monumentos. Os shows e espetáculos foram assistidos por 15,5%.
 
Assessoria Imprensa- Embratur
 

Nenhum comentário: