Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

RECORDE PARA O TURISMO BRASILEIRO Por Flávio Dino


 
É tempo de comemorar! Neste mês de novembro, o turismo brasileiro viveu um episódio histórico. Chegamos ao turista número 6 milhões, marca nunca antes alcançada na história de nosso país. A Embratur comemorou o fato, recepcionando a turista no Aeroporto do Galeão, uma das portas de entrada que mais cresceram no país. Simbolicamente, foi escolhida uma turista argentina, país que mais envia visitantes ao Brasil. Foi uma forma de reconhecer a força de nosso principal parceiro na economia do turismo.
 
Com o resultado que se desenha para este ano, mantemos a marca de crescimento acima da média mundial. No ano passado, por exemplo, crescemos 5% ante 3% da média planetária. Esse êxito é fruto da união de esforços entre as iniciativas pública e privada, que no setor do turismo, precisam caminhar juntas. A participação dos empresários, acreditando nos destinos, investindo em seus equipamentos e funcionários, reflete diretamente na capacidade do país em receber bem o turista estrangeiro.
 
A Embratur tem colocado em prática um planejamento estratégico de promoção turística do país, que tem aproveitado a oportunidade proporcionada pelos megaeventos para gerar um ciclo virtuoso no setor. A Copa das Confederações, a Jornada Mundial da Juventude e a Copa do Mundo interessam não apenas pelos turistas que trazem durante sua realização. A exibição desses eventos pela TV, para bilhões de pessoas no mundo todo, garante uma grande exposição que, se for bem trabalhada, vai consolidar turismo brasileiro em um novo patamar.
 
E é o que temos feito, ao realizar um evento por dia útil no exterior e a grande maioria com a participação do trade brasileiro, incluindo a ação que criei em minha gestão, o premiado Goal to Brasil, em que reunimos operadores de turismo dos países que mais enviam turistas para cá e fazemos uma verdadeira imersão em Brasil, passando informações detalhadas sobre andamento das obras para a Copa e de nossos principais destinos turísticos. Além disso, empresários brasileiros são convidados a participarem de rodadas de negócios, que geram oportunidades reais de negócios com trade internacional. Com isso, já capacitamos mais de 2 mil operadores de turismo, preparados para vender viagens para o Brasil com um grande volume de informações.
 
O crescimento da entrada de turistas estrangeiros representa ganhos econômicos diretos para, pelo menos, 10 milhões de brasileiros que ganham sua vida trabalhando com turismo. Obviamente, o impacto econômico da entrada de dólares por meio do turismo se espraia por vários outros segmentos da sociedade. Para reforçar a importância do mercado de viagens, ressalto que este ano, o país já recebeu 5,6 bilhões de dólares entre janeiro a outubro de 2013, um recorde histórico para o período. Convertido em moeda nacional, esse montante significou uma receita de R$ 12 bilhões para o país – 10,7% a mais que no mesmo período do ano passado. Para se ter uma ideia do que esses quase R$ 12 bilhões representam para o país, é mais do que entrou em nossa economia por meio de importantes indústrias, como a automobilística, que gerou US$ 4,6 bilhões de janeiro a outubro deste ano. E é muito próximo do valor que ingressou em nossa economia com as exportações do setor de papéis e celulose.
 
Para ampliar ainda mais a importância desse setor na economia, na Embratur estamos apostando também na diversificação do perfil dos turistas, para seguir sempre crescendo. Por isso, encontrei na semana passada com a ministra da Cultura Marta Suplicy para debatermos os próximos passos da promoção dos patrimônios históricos brasileiros. A primeira edição do plano já está em andamento, com investimento de R$ 3 milhões por parte da Embratur. Faremos, em março, uma exposição em Madri de nossos 12 patrimônios reconhecidos pela Unesco. São ganhos os quais me orgulho de ter ajudado a nascer nos últimos dois anos e meio em que estive à frente da Embratur por determinação da presidenta Dilma.
 
* Presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), foi deputado federal e juiz federal
 

Nenhum comentário: