Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Renato Fernandes: “Tenho orgulho do trabalho reconhecido para além do partidarismo”

No encontro das belas com Aroldo Schultz, Renato Fernandes como sempre prestigiando


Após a PR deixar a base aliada governista, o secretário de Estado do Turismo, Renato Fernandes contrariou sua vontade e também a da governadora Rosalba Ciarlini e entregou sua carta de exoneração na última quarta-feira (27). O ato, segundo ele, respeitou sua honestidade política, iniciada desde 1978, e a fidelidade partidária de 20 anos junto ao partido, liderado no Estado potiguar, pelo deputado federal João Maia. Após um ano e meio no comando da SeturRN, Renato Fernandes deixa aproximados R$ 220 milhões assegurados para projetos em andamento ou encaminhados.

Na tarde desta quinta-feira (28), o secretário reuniu a equipe da Secretaria e se despediu, embora siga no “batente” até a publicação oficial de sua exoneração. Pela manhã, por exemplo, Renato Fernandes ciceroneou uma comitiva de portugueses membros da ONG Eco Green Life Natal à sede da Fundação José Augusto para discutir parcerias em projetos turísticos e culturais. Em seguida, participou da reunião do 5º Fórum de Turismo do RN, no Hotel Vila Park. E esteve ainda, à tarde, na Governadoria junto a hoteleiros para audiência com o chefe do Gabinete Civil, Carlos Augusto Rosado.

HERANÇA
“Não quero comentar a situação que encontrei na Setur. Prefiro registrar que conseguimos implantar uma ritualística processual; resgatamos projetos dormitantes desde 2009, a exemplo do Complexo da Rampa; e reestruturamos o organograma funcional da Secretaria.

LEGADO
“Lamento sair no momento em que começaríamos a colher os frutos do trabalho. São R$ 120 milhões do RN Sustentável, R$ 30 milhões para a ampliação do Centro de Convenções de Natal, quase R$ 10 milhões do projeto já em andamento do Complexo Cultural da Rampa, R$ 25 milhões do PAC Cidades Históricas, aproximados R$ 2 milhões do projeto de urbanização da orla de Tibau do Sul/Pipa, R$ 850 mil para o plano de marketing do turismo. E ainda deixamos um projeto de sucesso imediato e estrondoso: o Viva Costeira. Destacaria ainda, talvez o nosso maior legado: o Pronatec Copa, com mais de duas mil vagas pactuadas e aproximadamente 600 alunos já em sala de aula. Além da presença em 36 eventos turísticos internacionais, nacionais e locais. E ainda a conquista do sonhado prédio próprio à Setur, no Centro Administrativo”.

SUBSTITUTO
“Não faço a menor ideia de quem irá me substituir. Não indiquei ninguém. Essa decisão faz parte do poder discricionário da governadora. Não obstante, acredito em uma escolha pensada para dar continuidade nos projetos que deixamos encaminhados”.

FUTURO
“Volto à iniciativa privada, às minhas empresas do setor salineiro, e à atividade sindical neste setor. Mas não me desligarei totalmente do turismo. Esse vírus ficou em mim e estarei agora do outro lado, como empresário. São projetos futuros”.

PARTIDARISMO
“Não obstante a questão partidária, eu me sinto lisongeado pelo reconhecimento da governadora ao nosso trabalho. Saio com o sentimento do dever cumprido. E saio porque sou um homem de partido e leal. Então, mesmo sob dificuldades, com uma equipe enxuta, mas dedicada, construímos uma secretaria de projetos. E quem chegar para me substituir vai encontrar mais facilidade de trabalho”.

AGRADECIMENTOS
“Agradeço a colaboração das entidades e associações do setor: Abrasel, Abrajet, ABIH, Abav, Convencion Bureau, Coothur, e tantas outras; à parceira Emprotur, e ao trade em geral. Em especial, ao Conetur – um órgão sempre democrático – e aos polos, visto que uma das nossas maiores missões foi a regionalização do turismo, expresso em boa parte dos nossos projetos. Estou saindo, mas ficarei à inteira disposição do próximo secretário; usarei de minhas amizades e influências em Brasília para ajudar no que for possível. Acredito neste governo e ainda acho que posso colaborar de alguma forma”.

Nenhum comentário: