Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Acordo com aéreas deve aumentar voos durante a Copa



Em debate com representantes do governo, setor se comprometeu a melhorar as informações ao consumidor e criar rotas alternativas durante o Mundial

O Comitê Interministerial de Acompanhamento de Preços, Tarifas e Qualidade dos Serviços para a Copa do Mundo se reuniu nesta quinta-feira (31) com representantes das companhias aéreas para acompanhar as ações do setor. As empresas se comprometeram a melhorar a comunicação com os consumidores e apresentar sugestões para uma nova malha aérea para a Copa do Mundo.
O monitoramento de preços de passagens será feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). “O governo e a as aéreas conseguiram alinhar esforços. O principal encaminhamento é de que haverá uma expansão de 40% da malha aeroviária com rotas alternativas, a partir do momento que já tivermos conhecimento do sorteio das chaves da Copa do Mundo”, disse Vinícius Lummertz, secretário nacional de Políticas de Turismo, do Ministério do Turismo. O sorteio será realizado dia 6 de dezembro.
Segundo o secretário, a auditoria dos voos, feita pela Anac após o fechamento do mês, agora será feita quinzenalmente. Os representantes também debateram as regras para cancelamento de passagens sem ônus para quem comprou.
A secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira, informou que o Ministério da Justiça solicitou aos presidentes das empresas que o público seja informado das alterações por meio dos portais na internet e dos pontos de venda.
“Diante de tudo que foi discutido, solicitamos ao setor aéreo que informe de forma clara aos consumidores as alterações atuais e futuras em razão do calendário do Mundial. As empresas submeterão até terça-feira (5), uma proposta de comunicação geral aos consumidores para aprovação da Secretaria Nacional do Consumidor”, disse.
Caberá ao Ministério do Turismo uma interlocução com a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) e Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa) no sentindo de que elas repassem as informações aos viajantes das novas opções de voos e hospedagens.
Além dos titulares da Secretaria Nacional do Consumidor e do Conselho de Administrativo de Direito Econômico, Vinícius Marques de Carvalho, também participaram da reunião o secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil, Guilherme Ramalho; secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (SEAE/MF), Pablo Fonseca; o representante da Casa Civil, Fernando Pimentel; os presidentes da Agência Nacional de Aviação Civil, Marcelo Pacheco Guaranys, e do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flávio Dino.

Nenhum comentário: