Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Indústria discute oportunidades e desafios para alavancar bioeconomia no Brasil




A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realiza na quinta-feira, 10 de outubro, no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, o 2° Fórum de Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil. O evento, em parceria com a Harvard Business Review Brasil  ampliará as discussões sobre o tema, analisará o cenário brasileiro, além de identificar os gargalos e as oportunidades de investimentos na área. Durante o Fórum, será lançada uma agenda com as propostas da indústria para o desenvolvimento da bioeconomia no Brasil.
A bioeconomia engloba as atividades que utilizam recursos biológicos e pode provocar uma nova revolução na indústria, pois busca, na natureza, busca soluções para desafios como mudanças climáticas, substituição do petróleo por biocombustíveis, aumento da produção de alimentos e produtos que melhorem a saúde das pessoas. Dono da maior biodiversidade do mundo, o Brasil pode se transformar em potência da bioeconomia e, assim, participar do mercado que movimentará € 300 bilhões em 2030, conforme estimativas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
 
Entre os convidados do 2° Fórum de Bioeconomia estão James Philp, analista de políticas da diretoria para Ciência, Tecnologia e Indústria da OCDE; Juan Henriquez, um dos criadores do termo  bioeconomia  e pesquisador da Universidade de Harvard; José Augusto Fernandes, diretor de Políticas e Estratégia da CNI; Maurício Lopes, presidente da Embrapa; Reginaldo Arcuri, presidente do Grupo Farma; Artur Milanez, gerente do departamento de Biocombustíveis do BNDES; Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz; Bernardo Gradin, presidente da GranBio; Pedro Luiz Fernandes, presidente da Novozyme para a América Latina.
 
SERVIÇO

Evento: 2° Fórum de Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Data: 10 de outubro, quinta-feira
Horário: das 9h às 17h30
Local: Hotel Grand Hyatt, Avenida das Nações Unidas, 13.301, São Paulo – SP.
PROGRAMAÇÃO
9h – 9h15
Abertura
Carlos Abijaodi, diretor de Desenvolvimento Industrial CNI
9h15 – 10h
Principais Desafios da Bioeconomia: Perspectiva da OCDE
James Philp, Analista de Políticas, Diretoria para Ciência, Tecnologia e Indústria, Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), França.
10h – 10h45
Evolução da Bioeconomia no Contexto Global
Juan Enriquez, CEO da Biotechonomy, MD da Excel Venture Management e Membro Fundador do Projeto de Ciências da Vida da Harvard Business School, EUA.
10h45 – 11h15
Bioeconomia: Uma proposta de agenda para o Brasil
Bernardo Gradin, presidente da GranBio e Representante da MEI-CNI.
11h15 – 11h30
Coffee break
11h30 – 12h30
Talk Show I - A Cadeia de Valor da Bioeconomia
James Philp, OCDE
Juan Enriquez, CEO da Biotechonomy, Membro Fundador do Projeto de Ciências da Vida da Harvard Business School (EUA)
Bernardo Gradin, presidente da GranBio e Representante da MEI-CNI
12h30 – 14h
Almoço
14h – 15h
Talk Show II - Biotecnologia Industrial: Novos Materiais e Novas Manufaturas
Fernando Reinach, sócio-gestor do Fundo Pitanga de Investimento
João Norberto Noschang, gerente de Pequisa e Desenvolvimento,  PetrobrásBio
Joaquim Machado, pesquisador UNICAMP-SP
Artur Yabe Milanez, gerente do Departamento de Biocombustíves, BNDES
15h – 16h
Talk Show III - A Contribuição da Bioeconomia para o Agronegócio
Pedro Luiz Fernandes, Presidente Regional da Novozyme
Maurício Lopes, presidente da EMBRAPA
Decio Zylbersztajn, professor e pesquisador da USP
16h – 16h15
Coffee break
16h15 – 17h15
Talk Show IV - Bioeconomia para Promoção da Saúde Humana: Oportunidades e Riscos
Reginaldo Arcuri, presidente do Grupo Farma Brasil
João Sanches, diretor de Relações Governamentais, MSD Farmacêutica
Benni Olej, médico e pesquisador da Universidade Federal Fluminense (UFF)
Paulo Gadelha, presidente da FIOCRUZ
17h15 – 17h30
Conclusão e próximos passos
José Augusto Fernandes, diretor de Políticas e Estratégia da CNI

Nenhum comentário: