Total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

GOVERNO DISCUTIRÁ PREÇOS DAS PASSAGENS AÉREAS COM EMPRESAS



Ministério da Justiça vai chamar reunião com empresas na próxima semana. “Queremos ter certeza que os preços praticados serão justos”, afirma Gleisi. Medidas são essenciais para garantir sustentabilidade do turismo, afirma presidente da Embratur

Está marcada para a próxima quinta-feira (31) a reunião do Comitê Interministerial criado para acompanhar os preços, tarifas e a qualidade dos serviços durante a realização da Copa do Mundo. Na ocasião, serão chamadas para o debate as companhias aéreas. A decisão foi apresentada nesta quinta-feira, durante o primeiro encontro do grupo, coordenado pela Casa Civil. O objetivo será discutir os preços dos bilhetes aéreos durante a competição, além de soluções para atender a grande demanda esperada para o evento.

“Queremos ter a certeza que os preços praticados serão justos e não vão explorar o consumidor brasileiro nem estrangeiro”, afirmou a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman. A avaliação dessas informações e a definição das medidas a serem tomadas serão na primeira quinzena de novembro, em data a ser acertada.

Ficou definido, ainda, que os ministros acompanharão as reuniões organizadas pelo Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), com os Procons das 12 cidades-sede do mundial. Esses eventos têm por objetivo mapear os preços e qualidades de serviços em hotéis, restaurantes, aeroportos e outros serviços turísticos dessas localidades. Os encontros serão realizados nos próximos dois meses.

As medidas do governo federal são essenciais para que a Copa do Mundo gere retorno de imagem para o turismo brasileiro. “O esforço do governo brasileiro para garantir a realização da Copa visa obter um ganho de imagem para o país que se reverta em aumento da entrada de turistas e, portanto, de divisas para nossa economia”, lembra o presidente da Embratur, Flávio Dino. A prática de preços justos, segundo ele, é essencial para garantir o sucesso do empreendimento.



Nenhum comentário: