Total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Governo define ações por preço justo na Copa



Grupo interministerial vai atuar na aviação civil e na hotelaria para evitar preços abusivos. Ministério do Turismo vai montar plano de hospedagem alternativa com as cidades-sede

Um comitê formado pelo governo federal vai avaliar a quantidade de diárias de quartos de hotel reservadas pela Match, operadora oficial da Fifa, nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O objetivo é verificar se existe concentração de mercado que possa ser qualificada como cartel, de forma a evitar eventuais abusos nos preços da hospedagem durante o Mundial.
Esta é uma das medidas previstas num plano de ação formulado pelo grupo do governo para garantir o direito do consumidor e evitar excessos em passagens aéreas e tarifas hoteleiras durante o Mundial. O Comitê Interministerial para a Copa do Mundo de 2014, como é chamado, teve sua primeira reunião nesta quinta-feira (24), no Palácio do Planalto. Ele é integrado por representantes dos ministérios da Casa Civil, da Justiça, do Turismo, do Esporte e a Secretaria de Aviação Civil.
No encontro também ficou decidido que as empresas aéreas serão chamadas para uma reunião na próxima quinta-feira (31) e o que Ministério do Turismo vai montar um plano de hospedagem alternativa em parceria com as cidades-sede. Também será reforçada a agenda da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, de mobilização dos Procons e dos governos locais. A Embratur seguirá monitorando os preços praticados pela hotelaria, como tem feito desde 2012.
Os órgãos de defesa do consumidor e garantia do direito da concorrência vão cruzar a oferta disponível na rede hoteleira com a quantidade de leitos reservados pela Match em cada cidade-sede. A legislação brasileira prevê que concentrações superiores a 20% podem ser consideradas cartel – neste caso, será avaliada a necessidade de intervenção do governo.
O grupo voltará a se reunir na semana de 11 a 15 de novembro, após a venda do primeiro lote com 1 milhão de ingressos, a ser realizada pela Fifa na próxima terça-feira (29). Um total de 6,1 milhões foram solicitados no cadastro inicial para o sorteio. Desse total, 71% é de brasileiros.
O Ministério do Esporte vai analisar os dados dos sorteados fornecidos pela organizadora oficial do evento para o grupo traçar um diagnóstico da movimentação turística de estrangeiros e brasileiros durante a demanda. “Os números são fundamentais para otimizarmos os nossos esforços com uma base mais sólida, evitando especulações ou alarmismo”, comentou o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

Nenhum comentário: