Total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Copa: estrangeiros visitaram 14 cidades paulistas



Porta de entrada para boa parte dos 25 mil turistas estrangeiros que estiveram no Brasil, São Paulo teve 14 cidades visitadas por turistas estrangeiros
 
De acordo com uma pesquisa feita pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), pelo menos 14 cidades paulistas foram visitadas por turistas de fora do país durante a Copa das Confederações, mesmo sem ter sido cidade-sede do torneio. 
Metade das cidades visitadas serão centros de treinamento de seleções em treinos preparatórios para a Copa do Mundo de 2014. Entre eles, Guarujá e Santos no litoral, São Bernardo do Campo, Campinas e Guarulhos, além de São José dos Campos e Ribeirão Preto, no interior. 
A pesquisa foi realizada com 1.338 estrangeiros em aeroportos brasileiros, e outros 1.731 nos estádios. Entre os entrevistados nos aeroportos, pelo menos 68% dos turistas que estiveram no Brasil vieram por causa da competição e 75,8% disseram que pretendem voltar para a Copa do Mundo. 
“A Copa será um momento especial para apresentar o potencial turístico do país aos estrangeiros. Trabalhamos para ampliar o legado com os grandes eventos e permitir que o ganho do país após o fim do último jogo seja o maior possível”, disse o ministro do Turismo Gastão Vieira. 
É possível que parte do público que veio para o jogo tenha aproveitado para fazer negócios. Pompéia, no oeste de São Paulo, foi uma das cidades mais distantes da capital a ser visitada pelos turistas estrangeiros. O município que fica a 470 quilômetros da capital é conhecido por ser sede de uma grande empresa de máquinas e equipamentos agrícolas de grande porte.
Outra cidade, Barretos, a 420 km da capital, igualmente visitada pelos turistas, é um importante centro agrotecnológico, com indústria de laticínios, frigoríficos e plantações de laranja. Barretos tem ainda, Festa do Peão, evento que atrai cerca de 1 milhão de pessoas. 
Os outros municípios citados na pesquisa FIPE são Brotas, Tietê, Ubatuba e Taubaté. Este último, no Vale do Paraíba, é o segundo maior polo industrial de sua mesorregião abrigando empresas como a Volkswagen, Ford, LG, Alstom, Usiminas, Embraer, entre outras.

Nenhum comentário: