Total de visualizações de página

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Bahia fortalece a aviação regional


Novo voo para Paulo Afonso completa integração da capital com outros destinos baianos

O Governo do Estado, por meio das Secretarias da Fazenda e do Turismo, anunciou nesta segunda-feira (14) o início das operações do novo voo da companhia aérea Azul para Paulo Afonso, no Norte da Bahia. Serão três voos por semana, às segundas, quartas e sextas-feiras, com início de operações previsto para o dia 15 de dezembro deste ano.
As novas rotas, que era um antigo pleito de empresários da região, vão entrar em operação em dezembro deste ano. Os voos foram viabilizados graças a um decreto assinado pelo governador Jaques Wagner, que prevê redução da alíquota do ICMS no querosene de aviação para a malha aérea regional. "O governo baiano, através da Fazenda e do Turismo, teve um papel fundamental neste processo e eu acredito no sucesso desta operação", afirmou Victor Celestino, diretor de Relações Institucionais da Azul.
Com os novos voos, a capital baiana ficará integrada com os principais destinos turísticos do Estado. Desde 2009, somente a Azul/Trip passou a operar em seis destinos baianos: Vitória da Conquista, Ilhéus, Porto Seguro, Barreiras, Lençóis e agora Paulo Afonso.  Já a Passaredo, inseriu novos vôos para Barreiras e Valença.

Juntos, os destinos beneficiados pelo Programa de Fortalecimento da Aviação Regional recebem 1,5 milhão turistas por ano.
O secretário Domingos Leonelli lembra que diversos aeroportos baianos ficaram muitos anos sem voos e destaca o esforço empreendido pelo Governo da Bahia para fortalecer a malha aérea regional. “Temos 5,2 milhões de baianos fazendo turismo pelo próprio estado e uma grande necessidade de vôos regionais, uma vez que a dimensão territorial da Bahia é muito grande. Esses vôos ajudam o turismo, na medida que aumentam a permanência dos viajantes nos destinos, ampliando a geração de renda nessas localidades”, afirma.

Incentivos - De acordo com a legislação tributária vigente na Bahia, a alíquota para querosene de aviação, que é de 17%, pode ser reduzida na medida em que a companhia aérea amplia o número de vôos e de municípios atendidos no Estado. A Azul, com a operação regular em seis municípios, já passa a fazer jus a uma alíquota de 14%, que será reduzida para 12% após a entrada em operação do voo que atenda a Paulo Afonso, acrescentando a sua malha o sétimo município baiano.

No acordo firmado com o Estado, a empresa também se compromete a aumentar as aquisições de querosene de aviação no Estado, de forma a compensar a redução na alíquota. "O acordo, além de estimular o investimento da companhia aérea na malha regional, é vantajoso sobretudo para a população, que passa a ter mais opções de transporte aéreo", explica o secretário da Fazenda, Manoel Vitório.

Nenhum comentário: