Total de visualizações de página

segunda-feira, 22 de julho de 2013

LINHA DE MONTAGEM DA FORD SERÁ ATRAÇÃO TURÍSTICA




Dezenas de europeus, americanos e asiáticos, quase todas as semanas, chegam à fábrica de Highland Park, em Michigan. Eles ficam chocados quando percebem que não há acesso público para visitar o local histórico, berço da produção automotiva em massa.Todos sabem que ali nasceu a linha de montagem móvel da Ford, projeto centenário que revolucionou e, literalmente, mudou o mundo. 
Esse cenário poderá se modificar completamente pelo esforço de um grupo empreendedor de preservação de locais históricos, nos Estados Unidos, que pretende transformar o local em um centro de boas-vindas automotivo e grande atração turística para os que desejam sentir a emoção de ver um local que ajudou a mudar o mundo.
O centro incluirá um teatro com vídeos contínuos, quiosques informativos, exposições interpretativas sobre a história do automóvel, lojas, cafés e lanchonetes. O complexo proporcionará, também, o tour histórico - "Nos Passos de Henry” que inclui visitas à casa de Henry Ford, Edison Illuminating Co., onde ele trabalhava, (agora parte do Westin Book Cadillac Hotel) e a Catedral de St. Paul, na Woodward Avenue, igreja que frequentava no centro da cidade de Highland Park.
O projeto prevê o aluguel do segundo ao quarto andar do prédio da administração, para empresas do setor automotivo que introduzam  atrações virtuais para mostrar aos turistas como os carros são projetados e construídos.

Destino: patrimônio histórico mundial

A fábrica de Highland Park, da Ford Motor Company, na cidade do mesmo nome, em Michigan, planta que foi desenhada por Albert Kahn, em 1908, inaugurada em 1910 e que, em 1913, se tornou a primeira unidade de produção de automóveis do mundo a implantar a linha de montagem. O complexo industrial inclui diversos prédios, de escritórios, de montagem, usina e uma fundição. Sua arquitetura, com grandes espaços, se tornou exemplo para muitas fábricas que surgiram mais tarde.
A partir de 2011, passou a ser usada para armazenar documentos e diversos artefatos para o Henry Ford Museum. Agora, com a implantação do complexo turístico o grupo vai buscar o título de Patrimônio Mundial da UNESCO. O projeto poderá colaborar para que Detroit volte aos dias de glória e recupere o chamado berço do automóvel americano da triste situação atual de decadência. A primeira grande cidade dos Estados Unidos a pedir concordata para o pagamento de suas dívidas. 



Assessoria de Imprensa da Ford

Nenhum comentário: