Total de visualizações de página

sexta-feira, 19 de julho de 2013

JMJ SERÁ TRANSMITIDA EM BUENOS AIRES


 
Embratur instalará telão para a transmissão da Jornada Mundial da Juventude, que acontece no Rio, entre os dias 23 e 28 de julho, em Buenos Aires, na Praça Vaticano, ao lado do Teatro Colón.
 
Na semana que vem, o Brasil  recebe, pela primeira vez, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – evento católico que completa 29 anos de atividadesPara aproveitar a visibilidade que o megaevento proporcionará ao país, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vai  montar um palco com telão na terra natal do Papa Francisco,  a  Argentina. No local, vai haver uma série de ações de divulgação do patrimônio religioso, cultural e natural do Brasil.
 
 Está sendo montado no centro de Buenos Aires, na Praça Vaticano, ao lado do Teatro Colón, uma estrutura para a transmissão, ao vivo, dos atos centrais que acontecerão  no Rio de Janeiro, em especial, as cerimônias celebradas pelo Papa, como a missa de encerramento no dia 28, em Guaratiba, no estado do Rio. 

Além das transmissões diretas da JMJ, no telão passarão vídeos promocionais dos destinos brasileiros e documentários. A ação também prevê apresentações culturais de artistas argentinos e brasileiros, como Paulinho Moska, Zeca Baleiro, entre outros.

Outro destaque será o espaço de 200 metros dedicados ao trabalho de divulgação e reuniões com operadores de turismo local para a promoção do Brasil. Por meio do Comitê Visite Brasil, também serão disponibilizadas vendas de pacotes turísticos para o Brasil. “Para comercialização dos produtos, a Embratur preparou roteiros integrados com opções de turismo religioso, cultural e de ecoturismo. A escolha dos destinos foi traçada a partir do perfil e da faixa etária do público da jornada: jovens que têm identificação com cultura e meio ambiente”,  explica Leila Holsbach, diretora de Mercados Internacionais da Embratur.

A ação em Buenos Aires faz parte do plano de ação da Embratur de promoção turística do Brasil no mercado intrarregional, ou seja, com proximidade geográfica. “A escolha da Argentina está relacionada principalmente por ser a terra natal do novo Papa e por ter uma população majoritariamente católica. Além disso, o país é o que mais enviou turistapara o Brasil. No ano passado foram mais de 1,6 milhão”, lembra a diretora.  
 
Jornada Mundial da Juventude
 
A última edição da Jornada Mundial da Juventude, em 2011, em Madri, atraiu mais de 2 milhões de pessoas de 190 países. Para o Rio de Janeiro, já são esperados 1,8 milhão de pessoas do mundo inteiro. “A Jornada vai fazer o Brasil ser ainda mais conhecido no mundo todo. Os jovens turistas que chegam ao país vão perceber que somos muito mais que sol e praia”, afirma o presidente da Embratur, Flávio Dino.
 
Segundo estudos da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), a JMJ deve gerar impacto da ordem de R$ 1,2 bilhão na economia brasileira.  “Estamos falando de impacto direto e indireto. A Jornada vai movimentar hotéis, restaurantes, mas também a fábrica de velas, a fábrica de hóstia e a fábrica de sabonete”, exemplifica Dino.

Nenhum comentário: