Total de visualizações de página

sábado, 6 de julho de 2013

Cerca de 40% da obra de recuperação do calçadão de Ponta Negra já foi executada

 
                A secretaria municipal de Obras e Infraestrutura (Semopi) informou que 40% das obras de recuperação do calçadão da Praia de Ponta Negra já foram executadas. De acordo com Tomaz Neto que responde interinamente pela titularidade da Semopi, os serviços têm um prazo de seis meses para serem concluídos, mas como o ritmo de trabalho está avançado a empresa responsável pela obra deve antecipar esse prazo em um mês, encerrando a intervenção em outubro. Nesta primeira etapa do projeto foram investidos pouco mais de R$ 4.739.000,00 (Quatro milhões e setecentos e trinta e nove mil reais) para a proteção completa de 2.000 metros da orla da Praia de Ponta Negra. Ainda nessa primeira fase, outros R$ 1,2 (Hum milhão e 200 mil reais) serão utilizados para a recuperação do calçadão.
                Tomaz Neto informou que esse período chuvoso foi positivo para a obra, pois permitiu uma melhor fixação do material arenoso utilizado no enrocamento. Esse auxílio natural vai permitir que até o final de julho a construtora inicie a recomposição do calçadão com mais segurança. Ele também explicou que após a finalização da obra a Prefeitura do Natal irá contratar um estudo técnico para determinar qual o serviço definitivo a ser realizado na Praia de Ponta Negra. “A expectativa é que esse estudo dure um ano, pois se trata de um levantamento complexo, envolvendo vários elementos”.
                Mesmo sem ter uma definição sobre qual será o método escolhido para a recuperação completa do calçadão o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, já assegurou recursos na ordem de R$ 17 milhões junto ao Ministério da Integração Nacional para realizar os serviços. “Assim que o estudo for concluído, daremos inicio aos tramites legais para contratar a obra”, enfatizou Tomaz Neto. A previsão da secretaria é que em dois anos com a área toda recuperada a faixa de areia tenha 35 metros de largura quando a maré estiver alta.
                Outra noticia positiva trazida por Tomaz Neto é relacionada a licitação para as obras de recuperação da orla marítima de Natal. Segundo o secretário interino, a empresa vencedora da disputa deve ser conhecida na próxima quinta-feira. A orla da cidade, que compreende as praias de Ponta Negra, Areia Preta, do Meio e Forte, passará por ampla reforma com mudança total de visual. As obras integram as ações preparatórias para a Copa do Mundo e tem prazo de conclusão determinado para maio de 2014.  Os recursos, no valor de R$ 13,8 milhões, são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e liberados pelo Ministério do Turismo.
                De autoria das arquitetas Teresa Cristina Pires, diretora do Departamento de Planejamento e Jussara Albuquerque, Chefe do Setor de Projetos da Semopi, a reestruturação urbana da orla de Natal compreende duas ações: adequação e acessibilidade das praias de Areia Preta, Meio e do Forte; e adequação e acessibilidade da Praia de Ponta Negra.
O projeto beneficiará cerca de 7 km de orla e terá como principal diretriz a urbanização, serviços de eliminação de barreiras arquitetônicas, ordenamento do uso do solo, requalificação da orla urbana e consolidação do corredor turístico. No geral, serão feitas as seguintes intervenções: adequações do passeio público com substituição do revestimento do piso; implantação de novos mobiliários urbanos; ciclovias entre as praias do Meio e Forte; adequação e distribuição dos quiosques em áreas mais agradáveis e amplas; implantação de banheiros acessíveis; criação de áreas de depósito para guarda de materiais dos quiosques; rampas e escadarias para acesso a faixa de areia; sinalização adequada; área de estacionamentos; substituição de iluminação pública; iluminação decorativa; paisagismo; áreas de recreação infantil; e academia da Terceira Idade.
 

Nenhum comentário: